quinta-feira, 31 de maio de 2012

Quando trabalho com formatos não escapo de linhas tortas

Sua pena não mais pairava sobre a igreja.
Seus músculos estilingavam por uma hora.
Se descobriu normal!
As turbinas dos aviões mudaram junto conosco.
Brasília são 33 anos de barulho de avião.
Registramos o concreto nas pilastras das pontes.
As turbinas puderam, com os meus ouvidos...
As BR`s passam antes de qualquer infinito.
Sua BIC escrita-fina usada na pele.
Seus colares de atravessar represas de Minas.
Se descortinou formal!
As turbinas vieram depois de nitro química, de Rio, de Minas, de Penha.
Brasília passou vaga-lume em mim na 407 sul.
Registramos filhas aqui.
Será que excede os decibéis?  
Agora estou ouvindo o fole azul deste órgão.
Subindo pela escada branca do conhecimento.
Ninguém me aguarda na ante-sala. 
Seria minha instalação que número?
Estou fazendo número, véi!
Não mudei tanto a bandeira...

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Meu neto já sabe

Eu quero água.
Eu quero comida.
Eu quero cama.
HOTEL
Eu quero rua.
GUARDA
Precisamos de poucas palavras pra viajar.
Tia fez cartilha no Itamaraty.
Aqueles ali são os das fixas!
Aqueles lá on the road!
Y este aqui, semiótico!
TABLET
Escolher todo o clima é fundamental.
A cultura também faz parte do clima.
Não vai rolar prova oral!
Quando ficar com muita vontade de falar, use a máquina fotográfica.
Ande bem vestido.
Aquele que não quer nada de graça começa por dar sem pedido.
Nada de muito riso.
Deixa o medo no avião.
Determinados eventos rolan convites.
Estar bonito só ajuda!
As linguagens falam mais que qualquer idioma.
PEDALAR
 


terça-feira, 29 de maio de 2012

Enquanto isto seguimos América Latina

Quando brinco é sério também precisamos nos divertir não sou comerciante mas gosto de brincar com comerciantes o desenho italiano não tá valendo uma trek véia roleta russa de quem é a cabeça? A alemã clássica de pista com rodas de madeira vai receber está montanha russa da peça além do prometido baú de madeira embaixo do banco de couro e a hooligan preta ficou quietinha aqui esperando eu voltar ok então até o ano que vem galera das lojas preciso pedalar esta trilogia foi bom de novo vocês pensam que melhorei em trocas? Troco a comparação do correio de nova YorK por uma mensagem aro 20 ou quem sabe a escola de pista alemã por fixa estilo made in italy NYC bota pra rodar e deixa de ieie-em  mas e daí disse o Ostôim Não tem importância o Osório muito obrigado digo eu as pessoas não gostam de quem dá carro em bicicleta ou bicicleta em máquina fotográfica ou máquina fotográfica em cachorro? O firma pé de correia a tinta de reparo do quadro as chaves do banco os olhos de gato indicam rua acho que mataram alguma coisa do resto do embornal bege!
Faz parte de um coelho urbano.
Engraçado até nisto chego atrasado quando entendo como funciona a sociedade ela já não existe. cito variedades vale ry, "Uma circunstância da época com que nos ocupamos levava ao extremo a intensidade da emoção estética, quase mística, cuja  existência é inseparável do Simbolismo." -PV VARIEDADES ILUMINURAS-2007.
Depois de uma citação você não pode perder o peão-fixo.
Nós que temos amigos com toda sorte de problemas & soluções ficamos daqui vendo o bonde passar o vento levanta uma saia roupas debaixo já não me interessavam...
Barulho de movimento na escada não me impede de serpentear.
O filho do general acha que faço confusão.
O Italiano sabe de educação.
E o leão voltou a reinar na rua.
Alguns primeiros passos demos aos 9 meses.
http://youtu.be/SmOZrAazd5c
Gosto mais ainda...
Mas...
Nossas distâncias...
AAA2 Alcalina...
Sei lá...
Hoje levo o cubo contra-pedal pro Neguinho enraiar no aro de madeira alemão.
Não quero cagar regra mas parte daquilo que como cago e o resto mijo, peido...a outra parte é substância que fica dando mais algumas cagadas.
Cagar não é feio em Wim Wenders. 

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Me empresta sua caverna que te empresto o meu galgo !

Desenhei na primeira caverna.
Carvão sobre pedra.
O tempo e os elementos internos trataram de fixar.
Antes de Cristo nascer cabelo.
Uma palavra que contém duas ou mais sem relação com a composição.
Sei que isto que sou não é o meu elemento principal!
Vossas definições já eram poucas desde o meu primeiro entendimento.
O padre fazendo teatro.
A velha morta que minha madrinha quis que eu beijasse vovó me salvou com um toque no primeiro dia depois beijei!
Sonho?
Quando traço com carvão de aroeira sobre papel canson A4 quantos mil anos sou capaz de arrastar sem tirar o tição do papel?
A palavra é uma brincadeira de noite e dia.
Noite carvão, dia papel.
Se caso peguei emprestado o verso francês prometo devolver sem  desonra. 
Os crocodilos albinos gostaram da direção alemã.
Quem mais desenharia sobre seus corpos duplicados tirando reflexo de trinta e tantos mil anos?
Meu estilo é forjado no desenho rupestre!
Quem está com a caça convida pro banquete?
Em troca de histórias!
Quem me alimentar com a sua égua prometo trote olímpico de prata.
Minha caixa branca se definiu dado de um só ponto, 




domingo, 27 de maio de 2012

Mais um pedaço de Clube do Choro ?

O fazer ao contrário só para mostrar que não faz igual ao outro ou que faz diferente fiz muito também ainda faço menos ainda falem dos outros até que ponto vejam quando eu estava muito alto costumava destruir o personagem de uma só vez poucas vezes deu um resultado muito bom era como se eu dissesse cansei de pedir para arrancar a máscara basta vamos tirar as indumentárias hora de ficar nu o robson enlouqueceu quando saltei direto no pescoço do paulo cuba levando-o ao chão já caindo com as pernas travando fui enforcando até ser retirado no outro dia ele apareceu com um punhal e levantei a camisa branca do colégio perguntei vai me enfiar este punhal com os olhos do dia anterior ele não que nada vamos jogar finca com ele falei legal estou com a minha chave de fenda quebrada mas não vou esconder que anotei um lado meu que não conhecia paulo cuba continuou meu amigo ele sabia que tinha passado dos limites anunciando no campo que minha mãe era puta o filho do bicheiro voei na garganta do filho do bicheiro era hora de abrir espaço na roda os homens quando vão lutar ficam inocentes confiando em seus golpes agora o direto do wando de luva de boxe agradeci ao joão cardozo pelo sofá de espera do consultório da farmácia perdi o foco ainda bem que não era briga o outro me ensinando o efeito de um direto antes de começar a usar as pernas os homens querendo atacar uma disputa por dizer eu sou assim eu faço assim gosto assado identidade apresentada falsa pois identidade verdadeira seria humana e quem tem identidade verdadeira com garantia de humanidade tenta fugir um pouco do grotesco aquele estereótipo deslizaste paralisaste patinador quando tanto faz foda-se só preciso me desvencilhar os homens dos assaltos tomando de assalto de cima de seus salto altos não estão cobrando pelos nomes públicos do lugarejo não né tá bom então um vômito antes de dormir é recomendado quando se viu o país em toda a sua escala da maqueta ao planeta sabe você que todo país tem seu planeta?
Terminei, vou pra Paris, no saibro!


  

sábado, 26 de maio de 2012

Não sei se os meus cães estão gostando das minhas máquinas

Lírica papo de galo.
nude belt drive fixie cycle
Brejeiro foi para Londres.
Rústico senta prumo bate papo.
Nunca corrí atrás de azulejos.
Alí de Brumadinho dá de avistar o contemporâneo?
A prosa fez uma parceria com o verso.
Chapa fria.
Vem rodar de fixa comigo!
Faço caixa de ferramentas de madeira para por embaixo do banco de couro?
Preciso encontrar um pau que sirva de guidom. 
58cm over.  
Minha câmera está sempre.
O inspetor lagarto passou!
Freio cubo montanha-russa.
Amanhã acaba o giro!
Amanhã começa o aberto de paris!
Amanhã tem velódromo de indianápolis!
Cabo de martelo?
Cabo de foice?
Cabo de enxada?
Art No 68/46 |C_|, não consigo prender o C no cubo...

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Vamos ao Clube do Choro?

Escrever direto antes do jogo 21 dias não foram cumpridos pois encontrei nova amante italiana por hooligan verde sabe está feio este negócio de dar piti na frente dos meninos ciricuticu por causa de farpa de velódromo afinal as boas maneiras deve ser evidente principalmente em público diante dos do meio e se cometi alguma deselegância pelo tempo que te conheço faça o favor de ligar e pedir desculpas ou faça melhor vem me visitar na casa nova que ainda não veio e cuidado com muitas linguagens pois elas não dizem sobre você por trás deste arrasto de signos não dá endereço ou mesmo ficha puxada é a cidade que sabe de nós queridos não é ele nem aquele a cidade sabe de uma BR INFINITA do kennel club ao clube de xadrez pergunte na sinuca deve ter um bêbado vivo que ainda sabe quem somos quem anda na frente na maratona _você não desprezaria um quarto_ batendo os pés no asfalto duro perde alguns medos por km já fiz parte deste meio quando morei em Belo Horizonte cobertura terraço varanda cassino tango pampulha de marta rocha azul e branco posso te mostrar foto de um robinho em cima do terraço martelando construindo com 5 anos foi bom mas nunca quis isto pra mim não na verdade nunca quis nada fui treinado para não querer nada morte mudança alcoolismo em casa separações cara eu não bati a cabeça primeiro minha mãe pois fogo na casa e saiu correndo gritando me contaram disto não lembro depois meu primo me deu uma enxada na cabeça esta fui parar no pronto socorro posso te contar o tempo todo com toda a substância deste corpo anotei tudo meu meu caderno nunca precisou de capa.       

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Toca este instrumento!

Sabemos o tempo todo que estamos errados pois quando dizem que acertamos movemos o alvo para outro erro uma amiga nossa disse que nunca fumou sobre isto assim que o sangue-plástico chegou interditaram o salão de leitura e parei de checar a veja a isto é times scala jornais periódicos e afins a imagem começou a mandar coloquei os meus galgos no jogo um ganso endureceu o pescoço e as bundas que mostram estão cada vez maiores ninguém pode falar da bunda do outro não mano vou escrever no meu corpo este verso: QUANDO FOI BEM AFINADO ESTE PIANO TOCOU A DANÇA DAS CABEÇAS. O quando na cara o foi nas costas o bem no peito afinado nos países baixos distribui aí como achar que foi!
Sabemos que precisamos procurar...
Ela saiu só pra pedalar no frio.
Fiquei escrevendo.
Pedalo antes de escurecer...
Quem está vendo o giro levanta o dedo!
Tu já desceu daquele jeito no meio das casas?
BASSO precisa tirar um 1:22 no contra-relógio?
É preciso subir bem ter um contra relógio forte e saber descer sem sobrar ou levar uma vaca sprint deixa pra quem não sobe bem...
Um corpo preparado para ganhar voltas e clássicas mundiais e olimpíadas sempre é desejado.
O bailarino na neve.
Músico que faz levitar.
Pintor que dá vida.
Escritor super homem.
Escultor de ar.
Arquiteto da sua própria casa.
Mecânico sempre branco.
Médico restaurador.
Professor leitor-escritor.
Amante imã do aço humano.
Quem fizer uso de um valor vale mil!  

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Ele me convence, quando diz temos que dizer até que o ruim é mais ou menos

A arte convence ou precisamos do curador?
Quando escrevo estou convencendo quem?
Não importa a resposta que tenho ou minhas interrogações minhas posteriores recordações meus supostos saberes aquilo que quero que seja verdade quase não importa nada agora neste momento em que escrevo não importa absolutamente nada nem mesmo se não estiver escrevendo nada eu não posso me importar com a chantagem sentimental se não não vou escrever nada ou qualquer outro conselho de rua que venha a convencer mais quando vai chegar aquele convencimento de não mais escrever ?
Me convenço!
Ou, desculpe! Esqueci de que não posso me convencer.
A primeira vez que alguém me convenceu, eu não me lembro.
A última foram vocês pedindo convencimento.
Lá em casa minha tia dizia rispidamente, "...me convence do contrário..."!
Hoje é dia de fixa clássica.
Vou esperar esquentar.
Caprichar nas segundas-peles.
Na cabeça duas tocas, uma por baixo da outra.
A ITALIANA diz: "me faça ver, Robson!" 
Mas, a minha italiana clássica de pista, ganhou freios, para rodar na rua...
Aquele que quiser se convencer de algo, procure o algo.
Algo o convencerá a deixar-se convencer!
Eu tenho um amigo que ninguém o convence, nem mesmo o amor.
Tenho outro que só pega convencimento comigo, mas perde assim que vira uma esquina.
Tenho daqueles que concordam para não perder o freguês...
Não sei se tenho de todo tipo, pois não quis fazer coleção.
POis, convencer é a coisa mais fácil que existe, apreendemos com os primeiros gestos, e, o mundo nos aceita... 

terça-feira, 22 de maio de 2012

Lance cruzou só uma vez


O olhar do monge frances nos olhos do soldado argelino diante do terrorista morto e o guarda que manda sair resultado de vitória anterior confrontos entre a paz e a guerra o cara quer é por a terra pra tremer sim sabemos que ainda tem mais além de qualquer desenho já falei assim fiz muitas experiências com as falas dos outros aqui não ter nada pro doutor aquilo que eles procuram tenho pronto comam bebam falem e vão embora aquele que ajuda a sua arte é só um coyote depois mando um disco pra ele dou uma geladeira um terno digo que se veste mal faço com que seu umbigo apareça e o trouxa aqui só queria dar uma volta lá fora sair uma saída de uma hora não precisamos mais dizer na cara a dor a saudade são treinadas diariamente desde sempre cuidado eles são mímicos parecia dizer a outra a imitação bem feita ainda me faz rir por dentro vem comigo vem baby vamos aproveitar o preço e acumular mais alguns cadáveres diz o que quer fazer e verei se me interessa dentro do meu interesse nós podemos ir até o fim os interesses definem a intensidade do golpe olhem pra mim se não mando mais um direto por enquanto basta este gancho se dividirmos melhor o tablado te deixo respirar no próximo round!  

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Da cozinha

Deixa a deixa, deixa!
Quero escrever um texto.
Durango Kid era um lenço preto!
Nossos mascarados de infância.
Dentista era extração de um minuto!
Os vermes saiam pelas calças curtas no ônibus.
CINE LA PENA!
IGREJA DE ÏNDIO.
NITRO QUÍMICA!
CURVA DA MORTE.
CHÁCARA DAS TRÊS MENINAS!
JARDIM HELENA.
RUA 7!
RIO TIETÊ.

ARAGUAÍ FUTEBOL CLUBE!
CANSA CAVALO.
ZÉ COBRA, O BICHEIRO-DO-FRETE!
ZÉ BARBEIRO.
A VELHA SURDA!
QUEiJINHO. 
O BANDIDO DA LUZ VERMELHA!
BOCA DE TRAÍRA.
GUARDA NOTURNO!
Que cheiro de peido alemão.
BOI SENTADO!
CASTELUCHE.
MATAGAL.
CALIPAU!
Quero ficar um tempo só com os objetos.
Compor as composições com dois ou três!
Subíamos só pra tomar um fogo-paulista e jogar uma sinuca.
Quando conseguimos entrar na crocodilo já estávamos bêbados demais...
  



Cão-Flôr nasce na madeira

Retiro o peso
não aponto o berço
 aquele que tiver o time da rua
 não morre no próximo quadrinho
 me disse o homem dos quadrinhos
preste atenção na conversa enquanto a conversa prende
parecem dizer
se vaidade for ver que querem outra coisa
estou sendo vaidoso
gosto de conversar
e se me convencer
escuto uma noite inteira
já ouvi papo de travado até amanhecer o dia de cara
já fui homem de confiança até das balas de chupar
já fiquei na rampa enquanto balançavam uma diretas
já não preciso de caixa alta
escuro na noite sem ser alvejado
e se estiver ainda aí
gaste um pouco comigo
este seu pequeno brinquedo de olhar
se ver posso ficar sem reclamar
passo a dizer enquanto rodo
peste antes era livro era filme
me conta com desconto
não vive dizendo ouça
aquela estampa me serve
não aponto a cama
retiro o verso

domingo, 20 de maio de 2012

raL

A bicicleta o cão o sangue o barro a noite o sol a luz o traço aproveitam efeito do móvel da minha irmã para fazerem carimbos para a mala de roupa de vocês o cão é parceiro de uma vida a bicicleta me transportou em projeto já no saco de papai do sangue não vou mais que o vermelho mesmo barro desta ilusão a noite nunca perfeitamente preta o sol queima o traço da luz busquem o equilíbrio com faro no sangue nada pode sujar aquilo que pertence ao nada escurece sempre é palavra de ordem nas bancas de jogos minha lanterna para este dia claro desenha o sentido vou ver cada parte destes dois quadros que juntos somam uma vertical para o meu horizonte todas as cruzes professor o errado também está certo assim como o certo também está errado vamos fazer uma parceria tu me dá seu certo que te ensino a errar comigo negócio bom já pensou se eu conversasse assim só em esses sibilando por aí?
Foi o texto!
Questão de pele!
Caderneta de apontador!
Contacto!
Superfície das coisas!
Sete! 

sábado, 19 de maio de 2012

Fixa laranja mecânica com o tempo em cima

Se eu me dedicar 6 horas por dia por 30anos recebendo toda sorte de gente na portaria do palácio vou servir para quê?
Aquilo que aconteceu não virou acontecimento era só menino obedecendo a ordem de topar a brincadeira vamos incluir um checo mais recente e deixar que o vento sustente o leve ser? 
Quem tem um não conto pra ninguém pra me emprestar?
As pessoas estavam sempre falando.
Quando o Kevin Costner disse agora não Robinho, foi você que ficou triste?
Acho que não teve assunto que não foi engordado pra passar hora...
Vou entrar pelo senado!
Quando li Guerra e Paz na portaria principal procurei o príncipe André ou o pai dele pra me fazer uma tabaqueira de ouro?
Também ri por seis horas 
Falei por seis horas
Li por 6h
Ri falei, li! 
Você precisa explicar muito para eles não compreenderem.
A sorte do código é não ser penal!
Quem tem pena ainda pode soprar um vagão.
Você acha um pena não tem boca?
Encontrei ele no clube do choro com os faróis ligados trocamos olhares mas não chegamos a nos cumprimentar aliás depois que lhe entreguei as imagens e as legendas nunca mais falei com ele?
Já te contaram que fiz balão no anexo 4?
Mas tem cara maior que fez despedida de solteiro com direito a puta & o caralho A4!
Quando a filha do presidente pois feijão no whisky só de baby doll queimei a mão enquanto lhe acendia o fogo do fogão industrial?
Sim eu ri na cara do general e ele saiu correndo tenho testemunhas!
Arena & Mdb é de fuder?     

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Uma fixa pro meu sobrinho

Quando o urubú quer cagar um poleiro só não é suficiente. Aqueles que não são seus bichinhos de estimação com tele-visão focam nas carniças...
Entre no conteúdo.
Sem prosa no verso!
Planar urubú, tem como fundo o céu.
Na luz do meio dia, sem nuvens.
Filtro nd.
Quente.
Uma crônica por mim.
No papo reto o carinha ator-cantor-cozinheiro-dj-esqueitista-apresentador-de-telecurso-artista disse que se está ruim é porque tem alguma coisa errada, faz o alegre.
Enquanto levo minha italiana pro Neguinho da Z pentear a roda traseira e por os clips passo no Caio pego a calei do Paulo e na w3 a viatura encosta e perguntam se sabemos que estamos tampando a placa com as máquinas digo amigo só peguei na revisão e estou levando para casa, obrigado.
Agradeço quem ler e compreender da mesma maneira.
Nós somos aqueles que ainda querem o bem da cidade causamos bem menos problemas, e ainda limpamos as cagadas dos outros: somos os urubús-varredores, e não pisamos em ninguém, por estarmos vendo deitados, da sarjeta. Só se o cara entrar no concreto!  



quinta-feira, 17 de maio de 2012

Peixe nada pra ligar duas rodas

Ganhou o prêmio Nobel vendo televisão.
Recordista mundial dos mil e quinhentos metros em piscina curta aprendeu a nadar por correspondência.
O maior montanhista do mundo mora no plano.
Aquele que foi mais fundo sem ar fez economia de oxigênio.
O maior desenhista de cycle-fixie ainda não montou nenhuma maqueta.
Quando o homem desamarra a corda dos dois lados precisa fazer mais o quê pra ser o recordista de lembranças? 
É mentira ele tem um barbante.
Sabia que o sábio sempre soube que só sabia convencer?
Naquela sala que lajes saem das paredes para serem assento cama o espelho embaixo não rouba a cena da clara-bóia.
As paredes ficam brancas.
O percevejo mais humano do mundo bebeu sangue em prisão de segurança máxima.
Se clara bóia escura pode iluminar.
Olha que a fotografia foi inventada no primeiro olho.
De quem era mesmo o primeiro olho?
Os astros do futebol conseguem estrelas populares e vão em outras constelações buscar mais.
Quantas comparações um homem primitivo pode fazer?
A arte fazendo obra de caridade, a escritura à serviço da instituição...
Escritor de igreja.
Escritor de memoria.
Escritor de mercado.
Escritor de reconhecimento.
Escritor de favores.
Escritor de associações.
Escritor de academia malha na rua.
Escritor de falação é dono de tribunas.
Escritor popular monta programa de televisão & fica sem tempo pra escrever.
Escritor de recados cria as intrigas necessárias à roda de escritores.
Mete uma crase onde 
não tem, está na moda!
Escritor historiador posa de patriota.
Meu país nunca passou daquele São Miguel-nitro química.
Fica tranqüilo, não vou explodir nada. 
  

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Ainda chove

Quando o menino colombiano diz papá vejo o grude todo desta América Latina.
Mais seco que a bola cair no campo minado é o avião do menino europeu cair do lado dos japoneses?
Ou VAGAMUNDO com o sonho resgatando o pai da cadeia?
O menino Sartre dando um nó naqueles que queriam ver ele ler...
Barnard com o quadro do irmão morto.
O menino MISHIMA encontra alívio na escritura?
Não vamos continuar falando de todos os outros meninos, pois ninguém tem a lista toda.
Quais são AS CÔRES DA MONTANHA?
Meu pensamento mistura todos os ruídos!
O ruído literário é o mais agradável!
As vezes o aparelho quase me domina, mas aponto na direção que quero mostrar a  imagem que se expõe.
Uma imagem fora de foco pequena pode ser grande quando ampliada.
Uma frase enlatada sem pausas pode matar a fome de um guerrilheiro.
A Pinarello Lungavita, Chelsea, está em cima do aparador, sozinha!
Não consegui me envolver com imagens sem perder tempo com a ação.
...o outra fala que Raul era capaz de uma copidescada...
Eu não consigo dizer nada pois tenho que copiar negativos alheios.
Meu laboratório em qualquer parte.
Hey mídia! Vai dizer que estou com saudade do meu avô?
Estes anjinhos com rodas estão parecendo do demônio?
Rodei 4200m a mais com a minha fixa italiana ontem resultado de hooligan 9.
As frases de agora em diante serão mais clássicas nos dias de pedal single com a urban de pista com freio...
Amanhã posto a foto do aparador.

terça-feira, 15 de maio de 2012

As dúvidas do que quero são maiores do que as dúvidas do que faço

Sim, sei a música mulher em todos os seus estágios de potência até o sólido frio gelo neve máscara de ferro e ainda um coração. Sim, sei da mãe daquele que a cabeça foi parar do outro lado do rio Tietê quando ele pisou no estopim do sputnik o foguetinho inclinou o estopim era curto vi quando fez ou ajudei a esticar o cordão com os meus 5 anos ou menos.
Vovó ficou de cama uns 4 meses.
Ela que já tinha perdido vovô pro álcool!
Ela com neto sem pai sem mãe.
A viúva do maestro.
Ficou viúva do filho único homem torneiro mecânico.
Aquela que teve que esperar o pai ferreiro morrer para poder casar moça-velha.
Idéia-Fixa. 
Ei!  Alguém sabe aí! De um fabricante que precise de um desenhista de bicicletas- fixas?
Estou aposentado e não aparece um amigo pra me arrumar trabalho!
Os filhos-das-putas colocaram o Altamiro Carrilho no asilo? 
Mozart na vala comum?
Eles não são vivaldinos!
Nossos sentimentos foram treinados em campos de concentração.
O cabeça tem um plano pra nós.
Vou abrir as portas no sentido certo com o chapéu na cabeça & vou dar o beijo de espantar fantasmas!
Quando dá pra ir: titubeio!
Me deixa boiar mais um pouco!
ë? 
Pois é! Snooker-fixie-cycle
Também tem de material de desenho
Lixa esferas lápis grafiteira cigarros... 

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Senhor 

Geoffrey Staelens

Caso te magoei com os meus escritos é bom que leia o www.punctumstudium.blogspot.com
 

domingo, 13 de maio de 2012

Esta pode ser a roda da fixa que não foi feita hoje

Amigos que nunca vi recebem melhor as minhas coisas.
Ela está se preparando para filmar no Camboja.
Ele limpa as praias.Drive it off she shriked but the figure made no answering movement.
Saca?
By then however yoshihide numberend among those who are  no longer of this word.
Suco?
Vocês não são mais desta palavra?
Fixie Belt Drive quer ser construida, mas hoje é domingo.
Metais pesados não gostam de trocadilhos?
Preciso dizer aos meus amigos que minhas recordações estão chegando em pacotes fechados, é só abrir, e ler.
Será que ainda dá tempo de se apaixonar pelo estrangeiro?
Nossos pensamentos remam águas que nunca molharam...
Quando a autoridade quer catalogar ela gela pronta pro gato lamber.
Minha língua com arquivos de conexões que nunca ligaram nenhum quadro.
A serra do marceneiro dos fundos é um mantra pro meu sono.
Chegam, se não tem do doce, vão busca-lo. 
Formiguinhas esfregando patinhas antes da carga
Formigas atritam as mãos antes de nova carga?
Ou depois?
Quando o quadro mais rápido for construído & montado por galgo mais bem treinado, quem anotará o record-final : um novo deus?
Casa de bamba não tem agenda. 
Hora de chegada bem recebida.

sábado, 12 de maio de 2012

_Vovô, ainda estou com os nossos!

Altamiro Carrilho lembrou de quando meu avô Diomar Simão Vieira indicava os músicos bambas para ele: é bom tocar com fulano... & disse hoje fazer o mesmo com os novos músicos.
Ontem ele estava com os bambas do clube do choro, aqui de Brasília.
Cantou o samba poeira, que fez da primeira vez que aqui veio.
E o de hoje, jacaré comprou cadeira mas não tem bunda pra sentar...
Brincou com todas as possibilidades de apresentações artísticas: narrou o jogo & ainda jogou bem.
Um leve tremor nas mãos não indicou insegurança.
Reco do Bandolim pediu silêncio antes do show, pois se tratava de boa música. Na volta do intervalo Altamiro começou uma música com um psiu psiu psiu pisiu!!
E respeitaram o mestre, calados...diante da obra.
Deitei a câmara no palco e brinquei com meu avô, que estava presente em mim na minha irmã na minha filha na minha mulher no Altamiro no choro nos instrumentos, porque não no público, sim também, é o mesmo Brasil!
Estou precisando de mão de obra fácil e barata só pra postar o vídeo que a Thelma & Bárbara fez 10 anos antes de ontem: onde o Mestre Altamiro Carrilho por 19 minutos fala do contato com meu avô, e olha que eu só perguntei se ele já tinha tocado com ele...

sexta-feira, 11 de maio de 2012

http://youtu.be/LxByBbuNai8

Esboço para fixa-coruja sobre manta de fuxico: um cabo-propulsor inglês liga os centros dos filtros russos, sobre pedaços de retalhos coloridos puxadinhos pelas pontas.
Abro ali salto cavalo lá as voltas com vélo Quebéc vai querer quantas.
O Rondon me mandou um email & esqueci de dizer que estou sem índio!
Gineta americana.
Urubupungá.
literatura de enredo.
Perpendicular ao anexo dois.
Olivia Palito busca seu pô pai!
Esgote o programa.
Poderemos dizer que fomos.
Movimento afetado.
Nunca contei com plano de carreira de ninguém, sempre soube dançar, sei controlar o ritmo. O destino as vezes foi o ponto final!
Espinoza.
Sobre essas coisas redondas que sempre estou colocando eixos para fazer rodar...
Queridinhas & queridinhos, não faço uma peça para os seus motores!
A segurança nunca foi sem, por cento.
Cem por cento é outra coisa.
Sem por, sento. com, ou sem chapéu?
Não estou na ação.
A ação é apenas a moldura, por onde saio!
A pedalada na noite brasiliense de ontem, foi uma simulação de prova.
O google não consegue me localizar!
Vale ry? 
Nenhum contexto na cabeça doida de um louco de manicômio pode deixar um maluco pirado, com pane no cérebro...circo na mente...e o ventilador Dalí com Gala por todo lado...
O Sul é um Realismo?





quinta-feira, 10 de maio de 2012

Angústia do mesmo dia

Me mande um postal da fixa-sueca de bamboo.
O olhar escuro também vê.
A fábula da infância me dá um grilo-falante.
Me fundo no ser, se afundam no ter.
"L", made in japan no abdomen:
tripas para lingüiça, com molho inglês.
No silêncio das cores dos livros
sobre a madeira: a minha lei!
Ler gibi raro, é a minha história!
Filho de general compra menino pobre!
Posso doar a estrada, e ficar apenas com a curva?
Fixa-versicolor cai no magma, sobe o fuji, desliza em buenos aires... terá o tamanho do teu verso!
...ponho pontos fechando cada parte da roupa que quero vestir nos meus bonecos de noite na praça as crianças esperam...
3 gatas ligam meus caros amigos a computer world, é a fixa elétrica de hoje.
Tendo como teto fuxico.
Dormi antes de acabar a série de curtas ilustrando a pátria alemã.
Meus Caros Amigos foi disco do casal na penha.



quarta-feira, 9 de maio de 2012

Entre a foto e o clip?

Duas latas de rapé uma caneta óculos duas pilhas palitos material suficiente para outra maqueta da fixa metal-transparente boa de fazer com policarbonato incolor e alumínio lavado.
Use a caneta pro quadro.
Não precisei das pilhas nem dos palitos.
Exercício de mais de 50 anos remendos com trapos velhos na ponta da agulha dos dedos sem nenhuma ordem de regra.
Aquelas sem kit de propulsão completo são elétricas.
Garfos de uma só bengala do lado do dicionário.
Use a caneta!
Corte sem sobras!
Posso incluir entre as vélo bizarre? http://youtu.be/ApVHtkAk9zM





                                        

terça-feira, 8 de maio de 2012

Meu cabo propulsor que ainda não quebrou

Será que ele está aprendendo?
O quê ele aprende?
Razão não é a opinião da veja!
Ria, você está no quadro!
Ia, mas ainda fico ouvindo grito.
A palavra é um bom tubo para construção de quadros de bicicletas.
de de de
A palavra me dá imagens de segurança para o sentimento.
O pirata de blogs está pirado.
Se me desgrudar do cotidiano vou pra Gent, Belgium?
SMAK! (espirro!)
Estou expirando, porra!
Não pago 2000, nem para o Michel Onfray deitar comigo!
Enquanto brinco disto os cães latem a rua o vento dança a bananeira, e o meu pensamento virou carimbo.
Quanto estão pagando para quem está construído o melhor quadro single bike fixie belt drive carbon bicicleta fixa freio contra pedal com haste embutida quadro de carbono só no verniz ponteira de pista eficiente na rua e na estrada leve  tudo do mais leve pneu próprio para freio contra pedal guidão w banco de carbono  liso direto no tubo central a medida perfeita?  

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Deixa as leis claras, véi!

Aconteceu Família.
Estratégias por desconfiança.
Na rua também.
Cozinha Fortes FIAT LUX contém 240 fósforos de segurança longos: madeira 100 por cento reflorescida.
Para carvão e lenha.
Charada, já tenho o meu lugar ao lado dos exemplares enfileirados com cheiro bom de papel velho encerro o meu personagem fecho a porta e esqueço as chaves outro há de entrar e procurar por pistas por poeira por garrafas vazias esgotadas...
Há de brilhar, vovó...
Vovô bebeu-se.
Tio Zé, sputnik!
Mamãe perdeu-se!
Papai pedalou.
A Diva está bebendo o pai!
E, este netinho, daqui, sofrendo as conseqüências destes versos.
Vejam meu mono ciclo tandem:

Estou fazendo quadros, depois o consumidor escolhe os grupos.
Viu, Tre3e!
Desenho meus quadros.
Hoje vou fazer mais uma fixie bike!
Tenho que ter a paciência do computador apontando os dados...
Estão precisando -aí-, de um símbolo comercial?
Quantos veículos à pedal posso montar?
Quantos auto-retratos tenho direito/\][/\?
Estou no trânsito nu desde o nascimento ao lado da igreja de pau brasil feita pelos índios no meu São Miguel Paulista.
Está esquentando?   


   

domingo, 6 de maio de 2012

O personagem está precisando de mais imagens?

Vamos falar pra cima querida pode enfiar os olhos estamos nos entretendo e se vai ter resultado de toque ou não nunca justifica o afastamento a aproximação ideal de amalgamar os olhos bocas sedentas bebem sim um rio que nunca foi rio apenas água descendo para mover o dínamo roda gerando luz com a permissão do ar a terra pronta recebe e gera. Desconte o primeiro sufoco.
Via das distâncias  - estrada que não se pode deitar com a cabeça no fim e os pés na largada, bunda perto do meio- uma via sempre imaginada sem todo o conteúdo.
Nem uma película entre o corpo e a madeira, apenas 1e, 1a
Lê la!
Antes do orgasmo e do toque existe um gozo maior campo de força sobre controle  a caneta no rego sente a fresta destino caverna sem luz cegos se acariciam no compasso do movimento número um...
BRAVO!
Brinque com bravo.
BRAVíSSIMO!
Este quadro com bolas e hastes de cortinas tem como polia maior filtro amarelo duplicado por sua sombra suas rodas esteiras entrelaçadas por mãos de mulheres locais: eu-sombra-pássaro-cão me jogo por baixo da roda dianteira...
Volto ao quarto frio nu abaixo do umbigo pedalo descalço a fixa da minha amada o banco é macio e o clip me põe num contra relógio de um segundo dividido por quatro meus pés  viram correia na polia do centro
Não estou fazendo bundão, apenas me fotografo assim como me desenhei no Renato Russo, na mostra Traços. Na Câmara, na exposição: INTERIORES... e...
Me explico!
Me Mostro! 
Apareço?