quinta-feira, 31 de julho de 2014

_Aqui o filme é outro!

Striptizi gel montana deixa o alumínio nu é claro depois de umas quatro aplicações muitas espátulas e uns dois banhos de diluente com bombril não desista antes de remover o último fragmento da película anterior agora este corpo nu de alumínio está quase pronto pra receber rodas relação simples banco sem revestimento guião sem fita ou punho canotes e pedais de alumínio pra rodar nua por entre as minhas pernas segura pelas orelhas deslizar no asfalto com freios ferraduras ou contra pedal sem cabos ainda por decidir...
    

Este fantasma do branco busca a luz verde ou o tecido com grafismo?

Em Parati vou de Iluminuras.
Quanto ao Manoel gosto sim assim como gosto de Carlos de Fred...
Quanto ao isolamento apenas me mudei pra Noruega.
Aqui é frio.
Muro transparente.
Portão-escada.
Ô de Casa!
Deram uma pedrada no Rousseau?
Quantos Gandhi conseguiu purificar?
Caminho com Hesse?
Pedalo com Lance?
A Naomi machucou a articulação?
Quando fico Alta & Negra: capoeira e savanas...deserto...
Sua hipocrisia de acordo com a conveniência é a mesma de outros 171.
Seu frenesi entusiasta corre-corre de vendedor.
Pobres palavras de decoração.
Arquitetura do visto.
Cuspe.
De João Barandi a Michel Onfray.
Nada começou depois sempre sou assim.
Por caminho torto entorto sua reta perfeita com a minha sombra ou apenas com ela já gostei de curva nova o ponto de escape retornará ?    

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Gostamos de conversar uma água só com a cabeça do lado de fora...

Meu historiador voltou com uma média de mais 42 km por hora trouxe uma aranha um canote de carbono produtos chineses comprados pela rede almoçou ainda foi comigo comprar removedor pra limpar o quadro que troquei por uma bicicleta infantil ajudou até a aplicar depois foi embora dormir enquanto dei mais uma de mão é que nunca acreditei em removedores de tinta velha sempre fica um pouco sem ser removido é vou pintar ou vou deixar no alumínio puro fica mais leve tinta também pesa mas o bom mesmo é que o quadro com câmbio traseiro caixa de direção e garfo saiu por duzentos mas já gastei 33 com removedor e pincel quero montar esta com peças dos outros portanto quem tiver coisa boa aí que não estiver usando manda pra cá ou vem me ajudar a montar está faltando rodas movimento central o resto acho que tenho aqui!  

_Luz vermelha pega, mesmo quando não é de segurança!

Não mando operante.
Modus operandi!
Pesquisa na língua do povo é variedades digestivas.
Sustentabilidade é um contexto muitas vezes pago para ser escrito.
Em um lugar qualquer onde a maioria da população quer politicar transportes de politicagem isto migra para as outras relações pois aquilo que mais é exercitado pela coletividade acaba por cair no colo de supostas individualidades então com agulha as mãos tecem o mesmo crochê do mesmo modo...
Por isto uma mesma vontade mesmo imposta quando é maioria acaba por contaminar a potência de uma boa vontade...
Assim como supostos ateus não são livres do cristianismo sem partidos não se livram dos partidos...
O quanto tem de futebol naqueles que dizem não gostar de futebol?
O quanto temos de maracutaia no país da maracutaia?
PODE CHAMAR DE SUINGUE!
Nosso jeito de deslizar pela superfície...
Qualquer um dos nossos bons malandros quando ouvem uma latada acadêmica perguntam o que ele quer com isto ou o quê ele faz com isto!       

terça-feira, 29 de julho de 2014

Outros movimentos...

O dia não diz.
A noite é televisão.
Tempo de páginas.
Espaço de manutenção.
Senegaleses moram no oco da paródia.
Peruanos engolem cápsulas pretas com pó branco.
Crianças e adolescentes quebrando pedras comem miojo cru.
Quanto de sódio você suporta?
Pensam que nutrição é a receita do seu irmão!
O policial não gostou do cheiro do desodorante africano...
Estou querendo curtir até engarrafamento!
A polícia de Berlin sabe trabalhar com clandestinos...
Filme policial alemão não faz questão de sexo...
Quando estou embalado com o vento nas costas as pernas trabalham soltas! 

"Com o mínimo possível"

Um pauzinho de uma mesa inglesa com nove gavetas e um pedaço de papel-tecido daqueles de embalar material fotográfico encontro depois da limpeza a mensagem que penso significar está aí suas coisas que estavam caídas você deve precisar talvez
queira remendar ou sei lá se ainda está numa de catador quem sabe restaurador acumulador comprador só não sabe vender seu peixe fazer sua cama cortar suas protuberâncias limar bico de papagaio aparar as unhas do pé matar dentista cultivar sinusite masturbar ecrã palha fumo fósforo rapé e relações mal resolvidas pro torque exato converter speed em bmx trapalhão sem público os olhos do mundo não vê nem o quê a mídia quer dizer a necessidade de nos encontrarmos pra ver se estamos mentindo melhor é um culto ou seria o confessionário?     

segunda-feira, 28 de julho de 2014

De que ângulo você vê BSB?

Remar.
Passar por baixo da ponte.
Pintar enquanto fotografa.

Recortes-recorrentes

Todos mais de um quando não se tem o um vai qualquer tanto de tentativas de empenho de um tentar ser todos no mesmo fantasma descolado na cidade oito colunas o fiapo de uma dois postes metálicos treliça grade ventana faixada meio fio asfalto saco preto de lixo oito planetas iluminados na noite preta laje de luz grama sombra na primeira cinza no primeiro corte na última estouro no segundo cortinas e tapumes do lado de dentro de fora nada ainda fiquem à vontade deixa desbotar lentamente não gasta mais com isto não ela já está eleita vai ter um sete a um novamente tudo bem vai ver a novela então!

domingo, 27 de julho de 2014

_Esta fêmea de bem te vi está passando um fio com a mensagem que o pombo correio trouxe!

Teorema de Price.
Seja altruísta e me dê uma Moulton TSR 2. 
Laranja.
De correia dentada.
Froome & Contador caíram pra Nibali levantar o Tour... 
Todos os caminhos levam à vida.
Slogan de funerária!
Alex Moulton: Livro De Ouro Do Ciclismo.




O Álvaro me convidou para o grupo de discos voadores mas não era mais 70

Verdana tamanho maior está escrito.
Itens desapontados.
Comprei meu taco de base bola!
Remessa de bolinhas de gude aguardo enquanto vou fazendo capa!
Manda bolinhas de tênis que encapo com pano pra não tirar o couro!
Poderemos colar cortiça na de squash!
Emborrachar o taco...
Outros fins.
Mas não esqueça meu primeiro degradante.
Novos jogos para os mesmos objetos novas regras para os mesmos jogos!
O jogo do advogado está desbotado.
Do engenheiro desapontado.
Médico para todo lado.
Casa de acampamento militar.
Poeira de julho.
Pólen.
Porém entrando um pouco mais fundo na pele unhas longas são cortadas poros abertos não serão maltratados o toque convincente ciente da questão em si me divertir ou cuidar de quem se diverte escrever é melhor que falar principalmente quando tudo não passa de escrita-arte as internos es externos...
Visualizou?    

sábado, 26 de julho de 2014

_Permita-me esta imagem como título deste texto!

Título-meu-verso vista terno nele ele é evangélico substituto do chefe gaste à toa que tem mais engorde regimes cio hora lugar rompe gramática língua-jiló ouvidos de manivela metálico empacotado caixas fala amizade projeto modelo riquinho amiguinho desenho quem comercial fazer estúdio acústico impenetrável tanto nenhum só sei vou santo deus templo center daime dinheiro estamos e sem ilha uma mariposa aponta com sua antena cama coça levantar folhas e também romântico sensível comum entre comuns alheio ao alheio escola de samba escola de racha escola de cabular escola de beber escola do vômito bom vou ver mais atletismo sub-19...    

_Desce pra ponte pela ciclo via!

Hermético ponto fecha roupa boneco noite passa espera criança inesperada sem aviso cai na página asas secas desesperadas batem aspas invisíveis desliza lápis quando matava passarinhos buscava vôo decolar sem destino trabalho-biblioteca segurança-leitor nada vai se perder Chico  Bento pardais cadela pio da tarde cidade natal morrer sem pronunciar febre água retorna à água tarde variável manhã de exclamação sua academia minha saída pro deserto caminho marco polo trilha das formigas coca-cola no lugar da água cite site diga código fala página moderno homem-terno idéia-destorcida fantasmas de longa exposição arquitetura rarefeita li nanquim vê se li consulado estrela céu rima papel texto porta verso carta conjuro kamikaze cosmopolita injeção polegar ponta esfera opinião estrada sem partido marcha terra zás fiz flash explodir estalando entrelinhas trator revolver lágrimas rito conflito divã catamarã gingando os encordoados gols capeta-pastor-seita-por-toda-parte casa casulo rebento.        

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Sempre sobra uma semente de Sucupira nos gramados

Sucupira da ciclo via velo cidade as laranjinhas de bsb não são melhores que as azuis de Paris ou estou enganado existe um prazer em andar num quadro confortável com uma relação leve simples pneus adequados tudo rodando livre sem arestas o popular camelinho brasiliense com um cubo de duas marchas automático sem fios seria o ideal regulagem de canote de banco e guidão de trava rápida não a ceci da vovó parecendo penteadeira de puta toda laranjona lentona banco ruim posição horrível pesada sistema de marchas paia nem olho véi prefiro ir no dedão pede conselho pro zé do pedal pronto compra uma frota de Moulton FSR 2 a mais barata das Moulton`s chip na magrela e estamos cadastrados e aí ó véi tem delas laranjas também recomendo nuvem com azul Brasília !

_Hoje minha exposição BSB-NOIR vai pra ampliação em BH!

O filme é noir e vir ficar sem garras com muito mais atenção policial preto e branco de rara investigação nas pistas inclinadas e retas macias com sapatilhas de pregos ou tacos encaixados pronto pra arrancar solto pra se manter no mesmo trem até a meta brincar de correr em sueco beber a longa distância australiana lentamente no seu deserto ideal vamos fazer canguru guardar na bolsa filhotes menos presos mais aconchegantes salta vai simples com vara triplo areia colchão de espuma mar maré onda crista surf shop malandrais tu pega sua gigante que dá resgate preso na gaiola gire o martelo o peso é bola de cadeia lança dardo disco rock pesado uma corrida de obstáculos barreiras fosso a base pra qualquer outro esporte...        

quinta-feira, 24 de julho de 2014

_Cortei os pés deste quero-quero e coloquei mais bico!

1. Demarquei o território!
2. Mijei as ruas!
3. Vomitei pelos cantos!
4. Ditei pra diretoria geral!
5. Me tranquei com diretores de departamentos!
6. Ouvi quieto antes de falar nas associações e federações!
7. Fui de clube time e jornal!
8. Montei bares desmontei rodinhas!
9. Bati a cidade no dedão!
10. Atravessei a w3 na hora do pico na roda do campeão!
11. Ganhei caixas de cervejas dos boleiros do lado dos peladeiros!
12. Defendi os mascates do setor comercial sul em discurso pra PM!
13. Conduzi no meu chavete 74 os ladrões de bicicletas até ao pau de arara!
14. Catei desvalidos pelas ruas e levei pra casa sem nenhum outro interesse além de ajudar!
15. Recebo ainda quem quer que seja a hora que aparecer!
16. E não sou bom nem bobo muito menos inteligente!
17. Apenas descobri que este país apesar de óbvio não segue nem o óbvio!
18. Me senti na obrigação de lembrar o óbvio!
19. Escrevo o óbvio! 

_Traga o TCU pro Senado!

1. Quem tem seu azul não precisa de céu.
2. Quero ver o quanto agüento de Português.
3. Se é que sabia ou mesmo soube em si.
4. Sua gramática pode me seitar.
5. Como posso coordenar minhas orações.
6. Que tal um ano de Filemon?
7. Boas maneiras na fala.
8. Perpendicular das minhas idéias. 
9. Mostre-me seu ângulo!
10. Quando decoro um objeto sua sombra varia.
11. Luz que se fez estridente cai...
12. Que borbulhe então...
13. Medo contraparte Ação!
14. Seco cospe poeira vento fragmentos.
15. Lentamente deixa no ar mistério objetiva ao pisar vem na sua direção levanta olhos de gula...
16. Rei Moço Do Frete, viu Pessoa por aí?
17. Solto Maior Acelera Trocando Marchas Em Alto Giro!
18. Nossos Ouvidos Conhecem A Sua Tocada!
19. Talvez fique bobão em outra posição e perca num avanço en passant. 

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Do lado do clube de golfe

1. Hoje passei de FatBoy aqui, na volta!
2. Representação semiologia coindicação linguagem talhe diagnose...
3. significação palpitante insuprimível radical...
4. Habilidoso maneiroso penetrante refinado...
5. orgulho não se dignar descer de sua importância...
6. Amável no trato sincero de braços abertos...
7. Legitimidade jurisprudência rubricar colegere leges...
8. Santuário galheta deganho galo- das-trevas viril=âmbula...
9. Demonstração loucura absurdo natureza das idéias comunicadas...
10. Relação acordo consonar contrastar ir lindamente...
11. Espaço condado universalmente lugar perigoso rasgado...
12. Dimensões fronteiro represa colunas de hércules...
13. Matéria inorgânica a maré diluente venoso cabedal...
14. Ser frio neviscar engerir-se como o mármore...
15. Entendimento formação das idéias não se importar recolher-se para pensar...
16. resultado de investigação divergir valor diamantizar tomar a nuvem...
17. Nomenclatura neologismo sílaba  denominação imprópria coloquialismo cursivo...
18. Estropício ausência de desígnio na sucessão dos acontecimentos...
19. Vontade com referência à sociedade posse comitatus licenciosidade...     
  
     

TRICICLO - Brasília

1.Vamos contar os postes e as luzes de Brasília?
2. Hidrante trapalhão!
3. Fala pro Cardoso fazer os camelinhos cachimbados!
4.Brasília no pedal!
5. Deslizar a cidade!
6. Escrever leve!
7. Dialogar com a utopia!
8. Pensar fora do esquadro!
9. A utilidade pública quer devaneio!
10. Catadores de rodas!
11. Arte-social!
12. Gocycle!
13. Strida!
14. Volo!
15. Circuito noturno na esplanada de 22 às 24 toda noite sem carros...
16. Algum projeto que seja revolucionário...
17.  Velódromo-comunitário?
18. Campeonato de Single!
19. Volta de Fixie!  

terça-feira, 22 de julho de 2014

_A garça branca desliza com mais desenvoltura...

1. Escritura enleava signos imagéticos...
2. Muito além de passado presente futuro...
3. A parte que se oferece não quer esquecer...
4. Seu Walden digital...
5. O pantanal do Manoel De Barros não falta água!
6. Fazenda de gado vira fazenda de gato!
7. Minha Saquarema ainda está na revista POP.
8. ...e as receitas de sucos naturais...
9.  O Peso, mandando um Não Fique Triste...
10. Outra época outros estímulos...
11. Restaurem o Núcleo Bandeirante!
12. A educação do Silvestre ainda me faz parar!
13. Arroz integral no Portela...
14. Onofre ainda cuida do seu pai!
15. O quiosque em frente a décima primeira está abandonado!
16. Estão vendendo comida fria na feira!
17. Padre Roque foi lembrado!
18. Quase fui no Salomão!
19. Quero entrar no viveiro atrás do córrego! 

Perspectiva ministerial

1. Não escrevia em cima de nada.
2. Dispara aí o gatilho da falação.
3. Pena de morte não faz parar de beber.
4. Determinadas idades não são vistas por determinadas idades...
5. Partes que nunca foram novas não envelhecem.
6. Família tanajura foi visitar o Japão.
7. Estabeleceram a máscara-robô.
8. O limo come pedra.
9. Aquele que é frio diante de visitas que não são pra ele deixa morrer nele aqueles que poderiam ser...
10. O contato com o outro é sempre de aprender.
11. Saudades de todos ausentes.
12. O tempo está dentro.
13. Hoje não tem montanha...
14. Sopa de tomates enlatada é página policial mexicana...
15. Irmão, eles estão brincando de derrubar avião!
16. Em Barra Velha eu queria escrever gaivota!
17. Em Lagamar escrevi peixinho!
18. Escrevi um Belo Horizonte!
19 Estou escrevendo Brasília!   

segunda-feira, 21 de julho de 2014

_Ouça um blues comigo!

1. Minha águia descendo no lugar!
2. O nosso azul é de lascar!
3. Linha branca interrompida por sangue!
4. Entre o fantasminha azul mais claro e o fanstasminha vermelho há um fantasma de luz!
5. Ataque de óculos vem por cima!
6. Enquanto a madeira cai!
7. Asa da direita começa a frear acho que vai rodar!
8. No tempo e no espaço pássaro de plástico estica sua linha branca vertical!
9. Trem-bala antes do tombo da madeira!
10. Noite funda suspende...
11. A fotografia permite desenhar!
12. Eu sou aqui deste lugar!
13. A águia parece um galgo barbudo!
14. Quem é de novelo não vê novela?
15. Se o moço da USP quiser escrever o roteiro...
16. Estampa de Studium...
17. Pele interna da câmara-escura!
18. Me ofereço pro gibi!
19.  Com pouca pena escreve ataque! 

_Quando terminar o serviço exponha as ferramentas.

1. Os desenhos deste tronco cospem um rastelo.
2. Norueguês que não sabe nadar atravessa 8000 km de mar.
3. Esta árvore cabeluda...
4. Saída na telebrasília chegada no bragueto vamos remar!
5. Lei leia o escritor desconhecido.
6. Maritaca mordendo a madeira do telhado.
7. Cachorros chegam latindo os cachorros da rua.
8. Pró-lixo/
9. Cadeira que deixa vazar.
10. Siga caminho-estrela do mar.
11. Pontas que sabem entortar cruzam nas cabeças mais altas que sabem cabecear.
12. Recurso vencedor em teste...
13. Aventura dentro do livro antes.
14. Tarefa de deixar a orla limpa...
15. De quantos Robs sou capaz?
16. Rede-variedades substitui suportes-anteriores-de-variedades.
17. É sempre um Brasil-perdeu, daqueles que não se comprometem.
18. Carlos era mais Carioca que Vinícius e mais Mineiro que Rosa.
19.Dentro das falas quase repetindo as deixas não ouço queixas!       

domingo, 20 de julho de 2014

_De cabeça pra baixo dou uma olhada no beco dela!

1. Este tipo de beco é característico daqui!
2. Uma luz entre as distâncias...
3. O beco do palácio dela!
4. Contra-pisos de calçadas...
5. Terra-planagem deste planador!
6. Muro-de-arrimo de esplanada...
7. Se cair lá de cima faz dodói!
8. De professor a empreendedor...
9. Coloque uma cabine-de-jogo-do-bicho aí!
10. Sem saída?
11. O futebol está em que lugar?
12. Cinco títulos só nas manhas!
13. Se deixarmos de ser o país do futebol voltaremos ao do samba?
14. Cadela preta me deu a patinha!
15. Vamos investir no ciclismo de madeira!
16. A manha hoje é pedir dinheiro pro projeto um real de cada um e já podemos começar bombando...
17. O carro elétrico brasileiro já está com quanto de dinheiro.
18. Ih! Gambiarra no meu beco!
19. Ninguém quer mais brincar: ou trabalham, ou descansam...   

Descendo por aí na contra-mão na volta do emprego quase não dá pra ver que é tão bela com ou sem garças...

1. Todos sabem sobre ele.
2. O clima que te permite viver.
3. Mal toca o lago.
4. Roça.
5. Químico descobre a química que dobra nossa expectativa de vida.
6. Os compadres quando ouviram quero viver mais duzentos anos com vinte e pouco cada um disseram é mais duzentos tá bom né!?
7. Metade de um prendedor de roupa.
8. Dom.
9. Músico contemporâneo francês disse gostar de brincar com as palavras repetindo até elas parecerem não mais dizer...
10. Sua concordância quase alcança.
11. Um Professor que dizem filósofo estava ensinado no senado os conceitos básicos de liberdade em 2012 mas só vi ontem estava bonitinho todos sentados ouvindo comportadinhos...
12. Engraçado quando sabemos mesmo manipular já não tem mais graça...
13. Ele só pra dizer que amarrar não pode levou quase uma hora.
14. A fala rasa afunda no cobertor.
15. Boca mole dispara livro.
16. Uma vez posei pra ele de barba branca dizendo talvez moral talvez ética nas novelas nos plenários...
17. Se não posso virar à direita por lajotas curta a volta!
18. Peça pra sua esposa me atender no texto!
19. Professor Landau Convidou Eu E Meu Historiador Pra Ver A Etapa De Hoje Do Tour De France Vai Pra Lá Falar De Castelos E Ruínas!    

sábado, 19 de julho de 2014

_Podemos descer e tomar um café com o chefe do plantão noturno!

1. Oito pontos bem distribuídos numa cumbuca virada e a outra cheia.
2. O texto não é o seu distribuidor.
3. Embalado pelo pé de vela com o vento à favor embolamos o coroão...
4. Quando aprendi armar arapuca deixei a vareta bem na pontinha do gancho desarmava com o mínimo roçar de asas...
5. Entramos por baixo da lona do circo uma vez mas o espetáculo era tão ruim que saímos pelo mesmo lugar rindo de nós mesmos...
6. A ligação direta nos Jeep`s era feita no escuro...
7. Quem sabe cabular aula não compra ingressos.
8. Minha inveja de não ser Índio não me faz procurar tribos!
9. O peso de ser é compatível com os ombros.
10. Troquei de guião com a minha mulher lhe passei o STI e ela me deu o rapid fire!
11. Sei correr no paralelo pavê paralelepípedos molhados me dão direção!
12. O eu está bombando na alta. 
13. Personagem abandona romance e cai na frase.
14. Já pensei em adotar um Etíope!
15. O ideal-galgo me atrai!
16. Simples anedota de fazer rir aquele pombo sonha com uma mensagem...
17. Nus e Caras de Pau na tv francesa sugere bem minha longa adolescência!
18. E aí dá pra dar uma carona aí até a cidade mais próxima!?
19. Quando monto nela e jogo a velocidade adequada o resto está filmado!         

A base dos gatos pra caçarem nas árvores é o telhado?

1. Todos tão objetivos nos seus trieiros que a elegância deu um pulo no banheiro. 
2. A mesa de caçadores de espíritos era comum na minha infância!
3. Lugar inabitado super população de fantasma grita pra ser descoberta.
4. Onde coloco meu sentimento cospe quadro!
5. Te defender de tempestade que mal posso conter!
6. Fugir da falação dos outros pelos fundos dos quintais.
7. Ele disse que qualquer um sabe dos cheiros na natureza.
8. Uma imagem balança fugindo da hélice vem à tona. 
9. Do lado de um partido não posso conter todos os outros inteiros!
10. Frases verdadeiras para momentos de fugas frases mentirosas gastam com uma prosa.
11. Aqueles que não se dão nos seus jogos oferecem formalidades.
12. Frases virgens de pausas.
13. Quando você diz ai eu também sei ser filho da puta não deve ter visto sua mãe acender o desassossego.
14. Minha mãe punha fogo no tédio véi!
15. Não tenho habilitação-de-pensamentos!
16. Sempre tive como opção um qualquer coisa meto fogo em tudo e vou embora o estrangeiro quer um estrangeiro.
17. Morei 6 anos num barraco de madeirite no fundo dos fundos!
18. E numa cobertura com direito a terraço e porão na Floresta de 60 num belo horizonte cheio de minérios gerais...
19. Conheço todas as intenções deste país na mais bem formada frase ou num atropelo qualquer de um suburbano desesperado!   

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Pequena longa exposição.

1. Uma tigela daqui pra ti mona mi!
2. Abre a testa deixe o arquiteto entrar!
3. Pé de galinha vira membros superiores!
4. Boca de sino pega bute de pm!
5. Meio fio ganha muro baixo!
6. Casas-bolas voando...
7. Peixe abissal vermelho na barriga!
8. Dois veículos verdes capitam energia lunar!
9. Na noite preta sombras passam despercebidas...
10. Refletor toca pra rodoviária!
11. Colombiana salta pro ouro em Mônaco!
12. Risquinhos de chamas...
13. Descrever a imagem é ler o quadro da esquerda pra direita?
14. Uma das minhas bases é o atletismo!
15. Provas de campo provas de pista provas de rua...
16. Um menino de hoje nem imagina quantas pedras joguei!
17. Gastava o dinheiro do baú com bolas e a última moeda dava pra comprar um teco de coco combustível da volta pra casa no dedão...por dentro...
18. Vamos ver quem manda este martelo do outro lado do quarteirão?
19. Seguir uma perereca da estrela por cima das casas não é fácil!      

Aí Fidel, vamos remar!?

1. Leitores não são determinantes.
2. Narrativas neuróticas, população saudável?
3. A minha bunda sabe tocar uma bicicleta muito além de qualquer mobilidade urbana!
4. As minhas composições não são só de lua e sol!
5. Sempre desconfiei da paisagem na parede!
6. Quando freqüentei o cartão postal foi no pinote de trampo!
7. Eu & O Espelho Nos Servimos Muito Bem!
8. Narciso Era Do Rio Das Ostras Foi Antes Do Tietê.
9. Aponte o pensamento com o dedo no cão pressionado até a posição de descanso.
10. Ambiente Hospitalar Policial Fúnebre Também Mostram A População...
11. Este século começou lançado.
12. A mentira faz parte do jogo sem regras.
13. No Xadrez Não Mentimos.
14. Nada De Dados.
15. A Polaroid segue a minha tendência!
16. Antes de ganhar no velódromo andei de rodinha no quintal da casa de cultura de Rio Das Ostras!
17. Veraneio, Inverno, Flôres, Folhas Soltas, Por Aí!
18. Filmes Doutrinários não velam Clássicos.
19. Não confunda Clássico com aquilo que você pode copiar.  
  

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Varal de luzes suspenso no preto

1. Se tivesse um Príncipe no planalto
2. Se ele descesse pra beber na Vila...
3. Galpão.
4. Imitação.
5. Régua-rainha só no baixeiro escorrega.
6. Me livre de qualquer regra-égua!
7. Calculistas do concreto armado versavam.
8. Flanela na pele branca com talco.
9. Rima interna revela um filho de uma égua.
10. O alemão levou uma pulseira de moeda do Brasil com o mapa arrancado.
11. Lindomar.
12. Palavras repetidas significam mais.
13. Quem escolheu os meus amigos?
14. Os escritórios são pequenos!
15. Deixa a tinta seguir o seu curso. 
16. Aqui o escuro do muro é o dobrado.
17. Quantos traços os serventes traçaram?
18. Traça de clássicos não come jornal.
19. Estruturas leves se oferecem pra reconstrução...  

_Dizem que esta pomba é do bando!

1. Sempre me cobro mais.
2. A leitura do outro atrapalha.
3. Ossos de um rendimento.
4. Dor de não estar entretido.
5. A muda balança o rabo.
6. Pensar grande pra jogar fora.
7. Economistas, ácaros, e afins...
8. Máscaras imperceptíveis à venda.
9. 514 ou 2014 com gelo ou sem.
10. Ninguém visita mais ninguém.
11. Curador bom de papo abunda.
12. Pelicanos flexíveis de engolir.
13. Patos pretos com linhas brancas migram.
14. Andar nadar e voar é pra poucos.
15. A mesma carne em diferentes mercados.
16.Mais um copo de ilusão pro pavão.
17. Tiro livre de uma hora qualquer.
18. Casal de caseiros.
19. Consultores de amenidades.   

quarta-feira, 16 de julho de 2014

_Árvore de sementes amargas não respeita sinal!

1. Silêncio, o ser humano está aqui!
2. Super, dizem quando satisfeitos!
3. O país é o voto?
4. Média-sentimento não vale nada.
5. Pano que não incomoda deixa nu.
6. Rosto sem medo passa ao largo...
7. Indiferente, depois de descoberto.
8. As cortinas recebem silhuetas...
9. O outro revela meu escondido!
10. Só aparece parte de cada um.
11. Nem sempre aquilo que queria.
12. A técnica do afastamento...
13. Junta objetos, separa pessoas.
14. Noite-frame congela vôo-infame.
15. Desespero de sair da rotina pede.
16. Atrapalhado por um telefonema!
17. Sem consideração com o escritor.
18. Momento dedicado a utopia...
19. Séculos anteriores só pra história

_Papa raso bebe em cuia funda!

1. Todos os efeitos e defeitos: uso.
2. A invenção do meu irmão: repete.
3. Li comportamento fora da fala.
4. Verão só depende do avião.
5. Era uma hera de fronteiras.
6. Sinistro, um caminhão a menos.
7. Sem palavras a imagem rema.
8. Independente do tema marco.
9. Muitos dirão o chavão.
10. Isto não é esperado na saída.
11. Nem entendo da química verbete.
12. Também não morri Mineirinho.
13. Obtenha o terreno.
14. Fim do vertical.
15. Experimente andar de sabonete.
16. Lua que não ilumina poeta saiu.
17. Lembrança jogando tranças.
18. Retrato o visto dentro do óbvio.
19. Texto encanta aquele do canto. 

terça-feira, 15 de julho de 2014

Está faltando O Príncipe!

1. O cinema cansou de arquivar.
2. A empresa arte caça artistas.
3. O palco é do político e do ator.
4. A imagem confundiu as palavras?
5. O sem-sentido ficou ressentido.
6. A imagem está faltando olhos.
7. O bloco só aceita bloqueados.
8. A frase está mais seca.
9. O pavão no prato sem leque.
10. A máquina pede mais sangue!
11. O ladrão sem títulos é preso.
12. A onda de remar só no casco...
13. O foco não alcança a intuição.
14. A pedra quer lapidar o lapidador.
15. Vespertino burla desassossego.
16. O sono da tarde amarga.
17. A vaca amarela ficou sem panela.
18. O século 21 copia os outros.
19. A barba tirada em personagens.    

Paparazzo-cult-1

Uma ladainha-corpo.
Plástica-quando-curva.
Celulite sem esticar.
Flagrante-Paranoá.
Minha mulher não vai gostar!
Mas estou falando é do fundo azul-instigante...
Clic-bem-distante...
Trópico De Câncer!
Vamos Falar De Sexo!
A Função Do Orgasmo!
O Vínculo Do Prazer!
A Dama Do Lotação!
Gabriela, Cravo E Canela!
O País Das Neves!




segunda-feira, 14 de julho de 2014

Debaixo da JK

Quando está bem seco mesmo vamos pra debaixo da ponte sombra e água fresca recomendações do Doutor Santana uma queimada do lado de lá atiramos sem matar horizonte de prancha é mais reto quem precisa de mar meu bem já basta o sal da vida onda tiramos aqui mesmo sem medo de jacaré só temos que desviar das lanchas que não dá pé...

...drone drone te sal lá me mingúe...

Ele vigia pelo celular aplicativo-360 estas são as faixas do lugar de costa pro crime quando não havia ninguém ali pra impedir de subir de pular de escalar morreram quantos estragaram quanto o arquiteto pensou esta arquitetura para outro povo se Brasília fosse mesmo tombada seria toda cercada e só entrariam com guias devidamente monitorados depois de toda reformada é claro oi de tim tim por tim tim é de graça vai falando amenidades daí que meto umas caretinhas de cá daqui a pouco vou sentar depois da meia noite é hora dos bebi-nhos a coisa vai esquentar vou ver se arrasto uma garrafa de vinho pra bebericar um plantão até mole de tirar depois vou pra casa descansar de tarde é hora de estudar vou ser advogado vou sair deste sereno atenção da cúpula o chefe está te vendo quer parar de navegar e prestar atenção no posto circulando ou ligamos pra a empresa e amanhã você vai tirar serviço lá na Papuda!  

domingo, 13 de julho de 2014

_Minha 20mm entorta o Pontão!

Viu?
O quê?
Nada!
É, eu também não!
Vão trazer um português pra vocês!
Mario.
Não há sentimentalismo-barato que dá jeito!
Aprende marcar véi!
Enquanto árvores arrepiam-se postes querem cair por cima de bandeiras...
O azul o verde o branco, o amarelo levaram...
Rio em Alemão!
Quem escolheu o 13 pra acabar?
Que coisa feia ela de braços cruzados sentada enquanto a Ângela  comemorava de pé com os braços pra cima...
De manhã Tony Martin ganhou escapado e vestiu a camisa branca de bolinhas vermelhas...
Vi!
Tudo?
Na tv!