sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

_O CCBB se abre para mim!

434- Patentear montanha amendoim pontudo.
435-Quartzo queima qual quarteirão.
436- Retroceder realizar em disco encaminhar.
437- Implicância item intuição.
438- Internar monarca misturar estes.
439- De dentro dos motes é quase inteligível?
440- Embaralhe suas palavras!
441- No jogo da máxima dê a mínima.
442- Patrulha gramatical garra de gato tão...
443- Liderança sem chumbo de qualquer forma...
444- Backside venus vento travesso.
445- A Bianchi do papai!   

A curva branca conta o lugar

421- O campeonato mundial de ciclismo de pista sem som é perfeito.
422- Quem é do ramo não toma susto de lagarta.
423- mad-up-  O bar me engordou.
424- Um nariz suíço sente cheiro em baixo da mesa?
425- Cupim daqui pinta árvore de vermelho-terra.
426- Está faltando uma trilha-de-caminhada em volta do CCBB. 
427- Depois de endorfinado a arte entra melhor.
428- O Leão me disse que enquanto corre só pensa em chegar.
429- Enquanto corro a reflexão filma com maior orçamento.
430- Depois te mando uma photo anos-70.
431- Nos-90 fiz os meus melhores tempos.
432- A palavra com gravura pede um corpo suado.
433- Sumi-ê na tatuagem oriental, sobre marfim...    

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

As bolinhas da Japa flutuam...

408- Não é saudável apelar para a saúde logo na primeira apresentação.
409- Tenho uma boa notícia para aqueles desconhecidos amigos meu no face não adiciono mais nenhum desconhecido que eu não já conheça pessoalmente vocês serão exclusivos, estão vendo, já ganharam uma exclusividade hoje...
410- É amigo, isto de dizer que Brasília é um cemitério de tudo, ouço desde que aqui cheguei, e também a ladainha dos que correm atras de algum novo conhecido influente, quanto a mim: só vim porquê papai morreu, e mamãe já morava aqui, fiz um acordo, eu estava empregado, e estudando, com mulher e filha, São Paulo já estava no papo...
411- Determinados amigos nunca precisamos dar satisfações, outros, sim... 
412- É que tudo na minha vida nunca foi um caminho normal, e os títulos, dou depois do escrito, são os que menos pesam...
413- Se querem me ler, isto basta: BR INFINITA...Iluminuras...ou...www.punctumstudium.com.br
414- A COMMUTE está com algumas promoções...
415- Já estou sentindo confiança na articulação lesada, mas vou continuar no anti-inflamatório, na água, e no dedão, até sábado, domingo descanso, e segunda volto aos pedais...
416- Eu sei virgular?
417- Minha Tia me disse que meu talento para apontador era nato!
418- Quando pisei na torta de mamãe enquanto ela descongelava a geladeira ouvi um DIABINHO que por muitos anos zumbiu no meu pé de orelha...
419- Subi para o terraço do prédio, e vi o trânsito da Floresta, num Belo Horizonte de 64.
420- Para quem está sem caminhar, só pedalando, uma hora de caminhada pode parecer uma maratona...
  

A sombra do Quero-Quero parece Bumerangue?

394- Meu posto agora é staff de manutenção da casa.
395- Sou o suporte.
396- Você é louco de quê?
397- A ponte sobre o Tietê, ligando a Trotil ao Bairro Dos Pimentas, me atravessa.
398- Sopa de macarrão com massa de tomate leva batatinha couve-rasgada feijão-roxinho e um teco de músculo tempere com céu vermelho de frio & histórias de sobrevivência contadas por Avó Mineira.
399- Convivo com o Universal desde que nasci! 
400- Minha Vó rodou São Paulo no dedão comigo. Nas férias nós íamos pra Roça.
401- Sou o Netinho da Vovó sobrinho da Diva filho da Terezinha.
402- Você acha feio falar de você mesmo?
403- O outro nem sabe disto.
404- Levei marmita pelas praias de Rio Das Ostras Ajudando construir o primeiro restaurante de lá sol mi maior...
405-Sou Doutor em ARRANCAR CABELO BRANCO.
406- Com extensão em BATER PERNAS.
407- O reflexo do sol da tarde, no mármore branco, da rampa do ANEXO-1, não me cegou.  
  

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

_Encontro palavras que me agradam!

381- Quantos metros quadrados para as bolinhas da Japonesa?
382- Quando você ver uma bola se lembrará dela.
383- Arte-isto ou Arte-aquilo, ainda Arte.
384- A frase que se recusar a sentenciar dirá sobre si!
385- A máxima do branco foi o grau zero da escrita?
386- Hoje enquanto fotografava fui atacado por quero-quero.
387- Desde que me entendo por gente as notícias são populares.
388- Meu Historiador é o cara mais pirracento do mundo.
389- Cheguei e fui antes do CCBB abrir!
390- Batista prometeu Carro-Elétrico-Brasileiro ainda em 2014.
391- Almagro xinga Delbonis e perde.
392-Alemão mais velho entra em quadra logo mais.
393- Um bom livro está além da realidade virtual?     

Museu foi na ermida

366- A neve já deu pouso para sobreviventes dos andes.
367- O sol de melancia virou propaganda de picolé?
368- Minhas frases com a velocidade de Nelson Rodrigues querem zerar o velocímetro.
369- O Barja disse que quando estou escrevendo no bate papo do face parece que estou dançando catira.
370- O Ronaldo falou que sou o Poeta performático, só porquê fui com a camiseta da PLF no sarau da biblioteca?
371- Outros ainda foram mais engraçados, mas vamos deixar na cuxia.
372- Só o guarda sabe o quê é estar de guarda só. Desarmado.
373- O Brasileiro está acostumado a colocar crack em qualquer lugar.
374- Pegue sua pedra seu cachimbo e coloque o rebanho a caminho.
375- Já que temos tanta facilidade com a mímica poderíamos imitar a Alemanha...
376- Intransponível pensamento, conceda palavras aos papagaios.
377- A gralha lá do Lagamar era mais social que a do Lago Sul.
378- João-bobo acompanhava a parábola da pedra rente ao bico.
379- A escritura larga sem aquecimento, quem tem trem sabe ritmo.
380- Quem ataca na subida não tem medo de descer.      

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

flight lesson spice yolk zero alphabet

352- A solidão do escritor gela qualquer bebida.
353- Entender sem tendência não permite descanso.
354- Se podem limpar na copa, mantenham limpo depois!
355- Controlar através do medo é emprego midiático. 
356- Está na cara que qualquer desordeiro entra em qualquer manifestação.
357- O pensamento não recebe ordem de: ação!
358- A utilidade pública nunca respeitou o pensamento.
359- Esgotei muita carga de caneta riscando sobre qualquer superfície.
360- Tenha a coragem de dizer quantos grandes escritores eram ruins de gramática.
361- Para não morder a língua retire os dentes da engrenagem.
362- Trato bem o pior e o melhor, por questões intestinais...
363- Corre que o ano está acabando.
364- Mais uma volta no eixo-imaginário!
365- Trezentos e sessenta e cinco mínimas e seis palavras não dão um título. 

_Um céu sem garça eu não clivo!

339- Arranjei uma pontada no joelho esquerdo.
340- Tem débil mental que quer explicar e corrigir poesia sem sentir.
341- Quem comenta e remove pra mim ficou comentado.
342- Não vou voltar apagando aquilo que escrevi!
343- Será que cliquei onde não podia clicar?
344- É hora de tocar pro médico.
345- Não olhem pro sol sem ND.
346- Garrinchas ouço.
347- O Neymar é uma garça no barça?
348- Além de ouvir merda e andar com ganso ainda paga dízimo?
349- Eu curto é Paulo Vanzolini! 
350- Diversão Sem Fim É Cult!
351- Céu de sabão.  

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

"COM QUANTOS PAUS SE FAZ UM CAMELO?" perguntei por inserção de bicicleta na cidade...

327- Narre um sonho seu, e aquilo que realmente aconteceu: é a mesma coisa, tanto pra você, quanto pra quem ouve.
328- Hoje fui buscar minha égua de pau lá no seu museu ela já estava de papo com uns frangos.
329- Aproveitei,e fiz um céu com garça.
330- Barja, manda um baobá daí!
331-Nem todos os amuletos de travessias marítimas naufragam.
332- Não coloque merda na lata de rapé que o padre usa durante o sermão.
333- O MAX* está de caso com a África.
334- Se seu filho é de granja compre uma lâmpada com mais velas.
335- O estrangeiro mata por acaso e não mente pra ser solto.
336- Tenho mais de trinta anos de vanguarda averbados.
337- Algo cult foi baseado em mim desde o nascimento.
338- Não tente aviar sua receita de originalidade.  

O lago está todo demarcado com cones

313- Uma coceira na cama me pois aqui agora.
314- Barcos africanos atravessam a metade de todos que tentam assim deu no fim do filme.
315- Muitas vezes nem aquilo que estou fazendo me interessa. (bem brasileiro)
316- Aqueles que não podem partir desejam a partida acima de tudo são esmagados pelo mando.
317- Depois de travessia frustrada com o único troco africano compra camisa do barça pro filho.
318- Nenhuma ação é digna de narrativa.
319- OK, então fica com eles então!
320- Todos nós temos nossos códigos e os amigos fingem uma comunicação.
321- Uma pobreza maior não permite trabalho em grupo organizado para o bem.
322- Digital é mais decepcionante que analógico.
323- Não estou falando de filme.
324- A relação de uma frase solta com uma presa é de soltar a outra ou de se prender?
325- Eu não vou apostar corrida com peão nem se a fieira for minha.
326- Está faltando 39 frases e seis palavras para um ano.      

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Arquitetura dos nobres daqui?

301- Quando eu ficava ruim vovó me mandava ir tomar banho: até hoje funciona.
302- Um juízo de sobrevivência.
303- Quando quebra o encanto diamante vira cascalho.
304- Minha placa-mãe dançou com vírus.
305- Nem sei se queria aprender falar.
306- Isto não começou com uma certa idade: sempre foi assim.
307- Com aquilo mais durável poucos homens se identificaram.
308- O planeta é mais velho do que qualquer uma das nossas bobagens.
309- O mal e o bem argumentam de igual para igual e se o bem quer destruir o mal este é tão mal quanto o mal transformar o mal em bem empresa que trabalhei parece que se construir é isto?
310- É possível casar fogo com água e tocar o barco.
311- Manejar o pensamento de forma útil é demanda do mercado.
312- Quando brinquei de astronauta a parte mais interessante foi retirar o ar.

De costa pro lago dá pra ficar vendo skeitista rolar...

287- O mando é Russo, no frio.
288- Na África menina é feiticeira e mulher do Grande Tigre. 
289- Nas zonas temperadas com uma certa malevolência bamba caminham para o mesmo rumo.
290- Alta-performance não é aquilo que você vê na TV.
291- Na Korea quero ver Noruega.
292- Aqui o vizinho dos fundos dá voltas em todos os Policiais das frentes.
293- Sempre preferi Piquet.
294- Bebi com Pingo no Beirute.
295- Ido não me cobrava.
296- Urbano me emprestava sem juros.
297- Já gostaram das minhas falas.
298- Hoje já não sou mais o Cavalo Do Senhor.
299- Esta letrinha-Georgia neva sobre Brasília.
300- Dividi o dia diferente, hoje!

Escada pro cerrado

273- Quando subi já rolava 7 minutos de prova.
274- Acordei de madrugada pra ver os 50km Cross Country, espero que a Noruega use a cera certa.
275- É onde já pegamos os maiores pulmões.
276- Me diz seu VO2!
277- Ontem enquanto caía  aquele vendaval pedalei só na 3 lufadas de vento faziam a dianteira falsear no asfalto molhado...
278- No outro o mesmo de mim em mim tudo de todos, deseja o Português.
279- Amarro contexto é com reza-braba de Mineira.
280- Determinadas modalidades reservei só para ver.
281- Cabra da montanha sabe comer entre frestas de pedras.
282- Meu Bairro já foi dito o mais Nordestino de São Paulo, esqueceram de dizer o mais Universal! 
283- Só na Nitro Química, quantas nacionalidades?
284- Estudei no Primeiro Colégio Da Vila Nitro Química.
285- Servi de tabela e sexta com as mãos pra cima no improvisado basquete.
286-Agora, se me permitem,
a prova está rolando... 

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Se cair toda esta água de uma vez, como fica a linha do horizonte?

260- Músicos clássicos tentando fazer rock progressivo me interessa pouco.
261- Poeta tenta um verso máximo.
262- Já me levou de carona.
263- Se o meu umbigo não fosse fundo e sujo seria melhor lavado?
264- Toquei pra Ermida por dentro estacionei na penúltima vaga ao lado do último portão, primeiro olhei por cima, desci me dando uma vantagem de duzentos metros, deitei na madeira sobre o lago como no biatlo, atirei na cidade.
265- O céu aqui é maior.
266- Duas frases acolhem bem uma do meio querendo ser religiosa.
267- Sofri muito com os últimos tiros fora do alvo do norueguês.
268- Adorno jogos de controle?
269- Huizinga, eu não vou deixar a espontaneidade faltar!
270- Depois de quarenta dias sem interrupção, fecho mais uma semana hoje, mesmo com chuva.
271- Minha planilha atende apenas meu corpo.
272- Quanto mais me afasto, mais vejo cidade!

OASIS

248- Este planeta assim como o seu tem rochas adormecidas com movimentos imperceptíveis  ao olho nu.
249- Quando os limpos estão enfiando minhocas nos anzóis se emporcalham todos.
250- A pesca do piau com milho é limpa quando alguém coloca a isca pra você e tira o peixe gosmento se debatendo sangrando, mas tem mosquito que não respeita repelente...
251- Vou inventar a pesca virtual com direito a esconderijo bate papo no mocó sexo-fácil propostas indecentes negociatas e até um intrujão para ser caçado com todos os cheiros e sujeiras de uma pescaria de verdade pode lixar à vontade.
252- Quando ouvi pela primeira vez sobre o trem fantasma pensei comigo mais uma vez esta vai ser de doer.
253- A frase sempre precisa dizer: aqui está a escritura com todos os ossos.
254- Brinco sim até você ficar contente o suficiente...
255- Acenei para a grega octogenária de uns sessenta metros de distância não obtive resposta mas sua cabeça estava voltada pra mim em interrogação.
256- Encurta o sentido!
257- Era sentido dela buscar uma significação no seu arquivo de sentimentos.
258- Melhor do que interpretar errado o curtido pelo sol.
259- Árvores daqui recebem nossos camelos sem tiros.    

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Céu traçando horizontais no fundo

235- Hoje não dormi de tarde, fui ao SESC com o Paulinho.
236- Segue este aqui que ele está falando de tudo sem medo de magoar ninguém.
237- Uma utilidade pública quer ser pensamento fora do mando!
238- Lambe-lambe de Polaroid.
239- Retratista-digital!
240- Não se assustem com os lançamentos de máquinas fotográficas de hoje, tenho uns catálogos italianos aqui da década de sessenta, lançavam muito mais, mais marcas também...
241- Antes da pesquisa e do projeto experimente ter vivido cada detalhe da situação de dentro da máquina.
242- O resultado final da imagem está de acordo com a sua trajetória?
243- O único risco das minhas frases é gramatical!
244- Esta sentença se apagou duas vezes antes de ser a 244.
245- Quando ela vem me mudar saio do jeito que estou.
246- Escritura titubeante inventa beatitudes-portáteis.
247- O seu foguinho não liga o meu dragão.

Escolha seu Obelisco!

220- Quando a frase é o banal, me dá uma banana.
221- Variedades sobre a violência, pencas de rosas do amor, bichinhos, super-interessante-caro, arrisca um nu.
222- Fechei bares abri palácios joguei em rodas bati pelada cortei e aparei soltei balão concurso no córrego masturbação colegial com as duas mãos sobre a carteira e o lápis entre as pernas...
223- Aqui em Brasília é um tal de misturar concreto com árvores.
224- Uma sirene de fábrica outra de rota ainda ambulância fogo sai da frente.
225- Elegância era o garçon da Birosca Do Betinho entre o Guaraparí e a última rua da 5.
226- Na Ilha Do Fundão fui em algo semelhante no meio do matagal da UFRJ.
227- NA UNB BAMBU.
228- Quando o assunto muda pra jogo novo sutilmente só depois diremos que foi um bom bate-papo.
229- NA USP EDUSP.
230- Praça dos Cristais de concreto & árvores.
231- 50 km de esqui cross country na neve fofa com cera imprópria sem poder quebrar o bastão, faz pensar...
232- Meu historiador está com o disco voltando.
233- Qual foi o record da mesma música na Candangolândia?
234- Bons são os sobrinhos do Tio Patinhas! 

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Aqui entendem de concreto armado

208- Não dá pra trocar literatura como se troca figurinhas na rede.
209- Na verdade só existe a vida, a morte é muda surda cega sem gosto sem tato, e fede.
210- Apropriar-se do momento oportuno para realizar algo que convém presume-se razão.
211- O Sábio que cala, com o seu silêncio fala, e é ouvido.
212- A Noruega ainda lidera, no frio...
213- Eu gostava do isolamento do setor militar urbano.
214- A primeira vez que pedalei ali me senti num país organizado, assim como no setor de embaixadas, minha volta ao mundo mais rápida...
215- Michael me perguntou porque as pessoas que moram em Brasília querem destruir Brasília, lhe respondi: você ainda não viu nada!
216- Experimente dar de presente uma maqueta para quem não sabe o que é uma casa...
217- 6 anos atrás eu conhecia até os vira-latas da Candangolândia, voltei hoje lá, só vi 3 pessoas conhecidas.
218- Um helicóptero agora neste momento paira sobre este silêncio, querendo liquidificar minhas letras...
219- A Korea está pronta para a próxima olimpíada de inverno, 4 anos antes.
      

Setor Militar

193- Não me gasto com o sucesso.
194- Bolas a bolha na asa da borboleta depois da chuva ou de mangueira do jardim?
195- Estão escrevendo isto em mim!
196- Meu corretor secou.
197- Meu sabujo é da interpol!
198- Linguagem-familiar permite sinais nas festas.
199- Literatura nunca foi de feira.
200- O escritor de finais de semanas ganhou um Jabuti!
201- Não fiquem com preguiça, já estou com 201.
202- Lugar de revelar preto e branco.
203- Aqueles que guardam seus lotes de motes, nesta época, cuidado com mofo.
204- Dentro de qualquer frase infantil um grito ri ou esboça um desespero.
205- Depois do segundo escrito do dia monto nela sem barulho deslizamos sobre a superfície por hora...
206- Nunca brinquei fora da aula de querer saber o que o escritor quer dizer: eu fico com ele.
207- Quando o Poeta Russo me recomendou bulas de remédios nós já tínhamos lido muitas em frente a Farmácia Do João Cardozo, eu, seus filhos,  e nossos amigos. E ainda checávamos com o médico alemão.    

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Com as minhas pedras faço um tabuleiro

181- Ballet Bicycles no You Tube, Coutinho atirando pedras com a roda traseira.
182- O Déclis foi me acompanhar numa bebedeira dormiu no carro, no outro dia, da Candangolândia pro parque, ele no dedão, eu de bici, quase que sobrei!
183-Vai pra Ceí de bike, xaropa o dia todo, depois lá pelas nove da noite toca pro Santo Antônio Do Descoberto, por dentro pela terra, de pneu liso, e freio-contra-pedal, sem lua, no escuro, correndo dos cachorros: até meu compadre abriu o bico.
184- Feitos por necessidade, não são aventuras-programadas.
185- Não descarto nada que passa pela minha cabeça, já bati com o baralho todo.
186- Começa a dar gabuado no pedaço, e todos vão te querer pra parceiro.
187- A irmã do meu compadre viu o tapa na boca que levei do coroa de quem tomei a bandeira do Brasil na comemoração de copa do mundo em Patos de Minas: "voa canarinho, voa..."
188- Quando é pra pagar o mico faço questão que ele seja de circo amarrado pela cintura.
189- Norueguês longevo chega aos 40 ganhando olimpíada.
190- Um amigo meu ficou com medo do Mautner morrer no apartamento dele.
191- Quando vamos contar uma vantagem exigimos handicap.
192- Nasci num país do conto de réis.
             

Roda-livre, ou pinhão-fixo?

168- Agradei muito, pra sair!
169- Minha luz no seu fusca?
170- Lorde da roça quer ler seu catecismo!
171- Aquele que sempre viveu entre a megalópole e o sertão domina Deserto dos Tártaros gota por gota pingou no serviço público...
172- O Tonhão sabe desenhar esta cidade.
173- Eu estava presente quando ele chamou diplomatas & afins pro pau, e eles: calma Antônio. Corri de rir!
174- Enquanto você estava fazendo tudo certinho, eu e os meus arrombávamos a cidade.
175- Meus propulsores meus faróis de milhas minhas tripas pra qualquer guitarra minha bílis de derreter bico de águia...
176- O cineasta sabe o filme.
177- Nadal nadou no Rio, de pingar!
178- O outro espanhol até que tentou.
179- Noruega no combinado nórdico derruba alemães?
180- Favela em Buenos Aires fede!
  

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Mudou muito da construção pra cá?

155- Até o setor militar urbano muvucou!
156- Brasília Chuva Batida Engarrafamento.
157- Canguru caratê espetinho olhadela.
158-Espêcie compromisso meiguice essência.
159- Retornar impaciente reportagem reserva.
160- Bruto obstáculo sopa colisão.
161- Tablado desiludir faróis baixos.
162- Maçã melodia circo escalar...
163- Pedalar camelô pacto caçar.
164-Força a sentença o juiz foi sorteado.
165- Uma saída e uma perpendicular...
166-  Vou virar uma hora na chuva.
167- Depois vou ver Nadal no Rio.          

_Estou bem RUSSO agora aqui em Sochi!

141- Aprendi primeiro o silêncio dos maratonistas depois é que entrei no barulho dos ciclistas ambos a repetição me cansou.
142- Quando saio só para a longa distância é a única hora que me levo e fico comigo.
143-A partida de xadrez é perfeita quando estamos calados.
144- Nadar no azul seguido de uma orientação de raia por meia hora está de bom tamanho.
145- Na corrida de fundo sempre foram os ossos que não me acompanharam.
146- No ciclismo a mesma relação que tenho com a imagem: esgotar o programa.
147- Um bom cachorro sabe a hora que você não quer nada.
148- Os vetores invisíveis ligando uma bola na outra serão percorridos por aquelas que levarem uma tacada.Assim que a primeira bate na segunda, aí são outros vetores.
149- Todos os meus jogos, e apenas uma regra:quero jogar.
150- Se é com a sua raiva, posso escolher um fim?
151- No meu bairro, na caça ao cachorro louco, pais nunca vistos saíam armados com qualquer trabuco, mesmo assim torcíamos pelo cão.
152- Estou escrevendo correndo porque vou ver a patinação de velocidade.
153- A hora que eu não tiver uma dúzia de frases você será avisado.
154- O exército do eu sozinho não tem agentes querendo sair mais cedo.       

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

_Meu "y" no saibro encontra paralelas!

122- Areia minha Arial!
123- Leigo acostamento guia sem condutor...
124- Gnomo-goiaba frustrado procura macumba-cult.
125- Polir facilmente na classe economica.
126- Brinco extase educativo eficaz.
127- Crosta de pato selecionar, disse o careca!
128- Amortecer cutícula refinado cristal.
129- Eliminar repelir de fato recriar.
130- agressivo diminuir semelhante limitar.
131- Pensar julgar achar toque faro.
132- Debutar recite corado papel de parede.
133- Tecido-rede vespa carcereiro.
134- Advertir ondulado para o oeste branco.
135- Praticante estimar tiro de arco nomeado.
136- Quebra-galho resolveu emagrecer.
137- Elegante lamento sem parentes.
138- Instrumento imaginação na formação do futuro-simples.
139- Pior escrever equivocado prudente. 
140- Holofote no homem horizontal!          

No CHAPARRAL bebi com os caminhoneiros

106- Tipo fonte grande esta Verdana, v'ei! Ouvi.
107- De que fonte 'e o seu tipo?
108- kalipso com sal e limão!
109- Com graça ou sem vai assim mesmo: verão.
110- Apenas o mando julga.
111- Conheci todos os mestres do bar.
112- Deleuze conheceu mais de bar que eu?
113- Abri fechei ajudei construir servi briguei fui o melhor freguês corri sem pagar paguei a maior xadrez domino purrinha sinuca concurso de ovos concurso de copo filosofar sem perder o juízo e ainda deixar o doutor em casa: eu fui o primeiro homem a mostrar a cor da calcinha, no bar do Moacir.
114- Sim, esta bêbada escrita.
115- A linguagem do copo me permitiu beber em todas as fontes, com todos os tipos, em todos os espaços.
116- Caro Curso De Bar.
117- Um dos pensadores da constituinte me disse que isto nunca poderia ser relatado, mas na minha vida quero relatar o máximo.
118- Bebi presidente com Geraldo Muniz Diz!
119- A Capoeira mandou buscar o melhor jogador de Xadrez do Nucleo Bandeirante pra perder pra mim na Candangolandia no mesmo bar.
120- Fiz leituras em voz alta nos bares.
121- No copo sujo atras do 4 bebi com o Itamaraty e o congresso, na tocha com os 3 poderes & turistas...  
                   

domingo, 16 de fevereiro de 2014

_O branco da pele espreita!

90- A regra sem acento manda o meu teclado.
91- O texto frente e verso sem cola ou emenda.
92- Nada aqui te serve no seu dia-dia.
94- Leio escritura vejo gesto ouve outra coisa sente a pele branca espalmada sangue `a tona superficial ainda sem sabor sem cheiro sem textura e muito barulho.
95- Santos grita ao gato preto na lama: rasga!
96- O baralho embaralhado com indignação pela Diva.
97- Jogos gestos lira libra magico ilusão a vida torce por uma partida.
98- Palavras otimistas-comerciais vendem um bom produto, Picasso metia era o cano: compra!
99-Este tipo Trebuchet fonte deste texto quer ser 99.
100- Nosso trabuco era polveira.
101- Uma nostalgia de conforto ainda inicia o meu sono.
102-Escritores locais querem Rosa regionalista.
103- Aquele que te diz que trabalha demais para que seja de primeira, fica tantos anos na gaveta esperando lapidação, pensa ter um diamante.
104- Aquele que mudou 17 vezes caiou na casa 17.
105- Numeros pecas sem acento e sem cedilha textos híbridos composições artigos crônicas ensaios curtos..:..abundam!       
   

Desfoque sugere arquivo

70- Olhe bem pra mim: a Europa 'e aqui!
71- Quantos desvalidos j'a levei pra casa?
72- Voc^e acha que aquele que te coloca na fita 'e s'o mais um f~a?
73- A escrita cada signo ocupando lugar no cosmos onde pensas alterar segue um fluxo fartai!
74- Minha linha de pensamento foi eu que enrolei sei onde embaraça posso descarregar o suficiente pro corte ou deixar dar barriga em cima das antenas de tv.
75- Músicos-locais querem mudar a lei do silencio.
76- Quantos decibeis no meu olhar?
77- Tudo que curti fica sem caber. 
78- Frase me encurta.
79- Minha cadeira de músculos hipertrofiados. 
80- Meu fato perto da sua historia cabe sem acento. 
81- Raro deu um role na rua arrotou estranho.
82- Rim sem pedra fez um pacto com a falta d`água.
83- O fot'ografo 'e um alvo f'acil!
84- Quer seguir minhas sentenças fora da norma culta?
85- Um grande projeto sai da Trotil pro Lago Sul em 50 anos?
86- Caindo aqui e ali chegou quando n~ao precisava chegar!
87- Cerca casa agua céu de sangue: solar.
88- Meus grandes desempenhos sempre foram com os materiais mais baratos, 'e comprar papel bom que paro de desenhar...
89- Nas viradas de décadas apostei de novo.         

sábado, 15 de fevereiro de 2014

'O Twinguinho a'i minha gente!

57- Pesticida relativo a fantasma impregna nossa flora.
58- O fod~ao do face j'a deixou sua marca l'a no futura em entrevista ao Renato Janine Ribeiro de vez em quando ainda rola reprise e um dos meus me liga dos estados me dizendo que me viu na tv.
59- Na pra'ca em Gozai Velho ao lado dos editores e dos professores da USP me comportei como um ingl^es e sa'i na globo.
60- 'E muito bom escrever mil frases de vez em quando treinando o que tem dentro.
61- Surpreendente, uso o face como suporte das minhas intervenções, assim como usei os murais da Camara Dos Deputados!
62- Pode escrever ou falar do jeito que quiser, se me interessar vou entender.
63- Quando deitei com a Camara no corredor da presidência o jornalista que me entrevistou fez questão de por Rolling Stones de fundo, deve ter me achado endiabrado.
64- Aquela batida na trave do BR INFINITA no concurso de Sao Paulo foi falta de auto-promocao?
65- E minha bicicleta de pau perguntando com quantos paus se faz um camelo ate hoje sendo vista por milhares e milhares no museu, corre que se for bom ainda podes rodar.
66- Ocupei todos os espaços dignos da cidade nos 100 anos do Oscar Niemeyer com as minhas fotografias para mostrar que o problema aqui nunca foi o espaço.
67- Tem um album dos 50 anos de parlamento em Bras'ilia com 3 fotos minhas rodando o mundo, foi distribu'ido para os embaixadores.
68- Em 97 antes de parar de beber pedi escada e tinta para os moradores e escrevi em letras garrafais na parede da esquina em frente ao bar do Moacir na Candangol^andia: Os passos da rua s~ao cacos de tinta, o verbo desce parede a baixo. Onde estou amor? -Robson 97-
De dia com todos passando, ficou l'a por uns dois anos, ninguém me aborreceu, por isto.
69- Qualquer rota que traço sem mapa e sem planejamento ligo o morcego.                
   

_Quem quer deitar a câmara no chão me pede autorização!

42- Depois que deitei com a c^amara a goiabada toda quer deitar.
43- A vis~ao do sapo na Alemanha 'e uma coisa menor?
44- Am'erica latina, algo aqui ali Rulfo Rosa Robson.
45- Algod~ao doce c'eu.
46- Mudaram o cafezinho do sal~ao verde para o plen'ario, o lob ficou vip.
47- Joguei muitas partidas de xadrez nos gabinetes da consultoria, mesmo antes, quando era assessoria.
48- Na manuten'c~ao o Cabur'e sempre preparava um bom pf-pinga quando cheg'avamos esgotados da pelada pro plant~ao do final de semana.
49- Quando quero ficar a'ereo n~ao gasto um tost~ao, subo no terra'co do 28.
50- Deste pr'oximo domingo em diante vou me tornar um fot'ografo domingueiro.
51- Entre eu e o Juli~ao: uma farda & um jaleco.
52- Aforismo pediu uma m'axima pro Maximiliano.
53- Todo consultor deveria ser poeta-sem-forma.
54- Moura, Geraldo Muniz Diz Pimentel Nasser Urbano Sem A Carta De Caminha Marco.
55- Comi muito no prato do tra'ca de biblioteca e ele no meu trocamos figurinhas desde a garagem.
56- Sou sapo de Carcará.         

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

4445 -

29- O corpo do biatleta na hora do tiro acalma a mosca.
30- Escrever sem ponto sem acento faz pensar.
31- Jogador de xadrez monta problema escritor faz palavra mentir uma verdade pintor busca efeito com pincéis fotógrafos jogam com aberrações das lentes esgotando o programa ou apenas com uma abertura e uma velocidade...no automático...
32- Impelido mais uma vez para o curto...
33- Envenenamento por querosene barato deixa russo mais confiante na sua retidão.
34- Histeria coletiva sentou pra conversar com a ma administração.
35- verbetes e definições encantam a província.
36- Disseram pro tolo que historia e jornalismo soa serio e que poesia e filosofia nunca bate bem.
37- Sua concordancia verbal de olho na minha concordancia nominal.
38- Retiro-me pra balanço traga sombra e um embalador...
39- O arquiteto depois de servir ao mando deixou umas anotações pseudo-humanistas, quem vai gastar o dinheiro que o arquiteto ganhou?
40- Aqueles que nunca fizeram arte gastam ou acumulam o dinheiro que a arte ganhou.
41- A palavra-oral perdeu sua função de entretenimento?                   

Sou POETA deste luau

1-Máxima social foi atropelada por uma carreta no celular.
2- Distúrbio de escrever  confundido com Facebook.
3- Disparidades nas redes sociais.
4- Usei a pagina policial pra me limpar enquanto li Campo Neutro(JIW).
5- Enquanto guarda, fiz da biblioteca o meu ambiente.
6- Velho manifestante, tomate maduro no transporte lotado.
7- Estou editando devaneio.
8- Paciente intervalo patrulhar.
9- Chefe químico acidentado.
10- Maquinista estampa desfrutar.
11- Tomate tumba depois.
12- Elegante cavalheiro gentilmente.
13- Pensar magro coisa.
14- Trazer consigo sacola cenoura.
15- Consentimiento declarar afirmando.
16- Talvez tabela taco.
17- Intimidade intestino tem. 
18- Critica literaria retumbar.
19- Mar alto sustento catando milho.
20- Conversa tola bebe infancia.
21- EXIGIR REQUISITO RESCREVER.
22- PIPE APALPE INTRODUZA.
23- CACHO CABREIRO TRASH!
24- ENGRENAR CAIXA DE MUDANÇAS MORTO.
25- A frase me revisa.
26- Deito cao acorda gato passarinho vou.
27-  Mingua liberdade de escrever sem língua.
28- Torres gemías entre copulas uma de boca pra cima outra emcumbucada-28    

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

_Sim queridos, a vida, parodia aquele feitiço do fazer...jacu do espirito santo amem um tostão de café que sai do rabo: sabor cagado!

Enquanto corre mira objetivo velocidade  axioma momento nariz codificador de dados extensão dos músculos cão-chefe sinalizou algo mais interessante cobrir terreno rotina de sustentação ele naco de nada de veneta vive a vida através do dono toma benção de manha de tarde antes de dormir leva umas dedadas dentro das orelhas coceira cotonetadas de dedo-indicador nicolas um rapazinho que ainda n~ao cruzou tenta com a naomi castrada sua primeira relação sem sucesso aprendeu com o lance jogar ração fora do prato e sair catando bago por bago hora deixando aqui e ali pedrinhas de alimento casa afora comida `a disposição outros cheiros de outros sabores estimulam o dia `a dia quase contado do baralho deste tecido e as vezes quando tento algo diferente ele boceja baixa os olhos e amua despistando suas intenções meu teclado sem til!                       

Vamos pintar todas as paredes assim quem passa fica inserido no quadro em primeiro plano: galeria de rua

O Brasil se passa no televisor?
Discuti esta porra no boteco!
Depois fabricaram uns com caras de certinhos quando chegaram avisei a'i 'o mais loucos que os que domamos quando aqui chegamos tivemos que domar aqueles que nos pagaram rev'olveres sem cursos de tiros uns donos de cabar'es bicheiros e os que pensavam que estavam no ex'ercito  se continuasse teria ainda que domesticar os certinhos que querem resolver a vida no roj~ao ou na instru'c~ao.
OUVIRAM O QU^E?
VIRAM O QU^E?
LERAM O QU^E?
minha v'o diria: resultado dos tempos
alo ai 'o o trem que o marco pegou ia com tro'co dentro marco pegou pau de vassoura jogou tro'co de bosta na cara do outro que ia no sentido contr'ario lotado foi conferir colocando a cara pra fora levou m~ao na lata de outro que vinha com m~ao estendida carimbo vermelho em alto relevo tatuagem de uma semana.
Quem matou o cinegrafista n~ao foi quem ligou o canudo quem matou o cinegrafista foi o frenesi-social ent~ao por favor encanem o frenesi-social e vamos ao jogo!  

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Parede ferida?

Quando bicicleta, não é a caloi ou algo de super-mercado, tão pouco a importada de 40 paus que você vê por aí como mães embaixo deles, não: quando digo bicicleta, é algo testado...com direito a tombo, as vezes.
Assim como o resto.
A notícia não me emcabula, pois sei como é feita, conheço quem faz, por quem é encomendada, e conheço bem melhor ainda Balzac, e seus baldes de café os calhamaços destruídos o treino diário dentro e fora dos salões: Ilusões Perdidas.
Quando tirei a palavra pra dançar não perguntei quem eram seus pais ou sei lá que merda fora da dança era um baila comigo fora da tribo comecei pelo não eu não quero dizer aquilo que estão dizendo.
Deixa os meus passos errarem ao seu lado faça de conta que estamos dançando, eles são capazes de acreditar.
O controle através da linguagem do corpo um pouco mais sofisticado que gladiadores...
Distração, chão!
Acorda filho-da-puta!
Além do asfalto campos além do Rio córregos além do charuto palha e mentolado de chocolate rapé de guarda desarmado só no 4.
O barqueiro de Hesse também foi testado, quer ir para a outra margem?